Cresce a possibilidade de 2.º turno para presidente

Apesar de ter variado dentro da margem de erro, a presidente Dilma apresenta recuo gradual nos últimos levantamentos, enquanto os adversários estão em ascensão

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Tucano volta a fazer alerta sobre inflação, mas petista se dirige só a pecuaristas
ENERSON CLEITON/JORNAL DE UBERABA
Tucano volta a fazer alerta sobre inflação, mas petista se dirige só a pecuaristas

A chance de as eleições presidenciais terem segundo turno cresceu, conforme aponta pesquisa Datafolha, divulgada nesta sexta-feira pelo jornal Folha de S. Paulo. Segundo o levantamento, as intenções de voto na presidente Dilma Rousseff oscilou em baixa, de 38% para 37%, enquanto o pré-candidato Aécio Neves (PSDB) avançou de 16% na pesquisa anterior para 20%, agora. Eduardo Campos (PSB) tem 11% e também oscilou em alta, já que na pesquisa publicada em abril o ex-governador de Pernambuco tinha 10%.

O jornal destaca que, apesar de ter variado dentro da margem de erro, a presidente Dilma apresenta recuo gradual nos últimos levantamentos, enquanto os adversários estão em ascensão. Dessa forma, segundo a pesquisa Datafolha, a petista teria hoje 37% das intenções de voto contra 38% da soma dos outros candidatos, o que aponta para uma situação de empate técnico e diminui a possibilidade de Dilma vencer no primeiro turno a eleição de 5 de outubro.

O levantamento do Datafolha foi feito na última terça-feira (7) e quarta-feira (8) com 2.844 entrevista, em 174 municípios do País.