Expressinho na rota do clássico

Libertadores segue como prioridade, e reservas serão acionados mais uma vez no Brasileirão

iG Minas Gerais | Guilherme Guimarães |

Peça-chave. O volante Nilton é um dos destaques do time B celeste e vai compor o meio-campo do Cruzeiro contra o Atlético, no domingo
douglas magno
Peça-chave. O volante Nilton é um dos destaques do time B celeste e vai compor o meio-campo do Cruzeiro contra o Atlético, no domingo

Se é de jogo importante que o torcedor gosta, os cruzeirenses podem se preparar. A próxima semana promete dias decisivos para as pretensões do time estrelado na temporada. Além da partida de vida ou morte nas quartas de final da Copa Libertadores, contra o San Lorenzo-ARG, o calendário do Cruzeiro reserva, também, um clássico com o Atlético.

A Raposa recebe os argentinos e decide quem avança às semifinais da competição continental na próxima quarta-feira. Já o duelo com o arquirrival está marcado para depois deste sábado, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro.

Sem esconder preferência e por priorizar a Libertadores, o técnico Marcelo Oliveira já adiantou que colocará em campo, mais uma vez, o “Expressinho azul”. Equipe formada por reservas e, que no Brasileirão, conquistou duas vitórias, contra o Bahia e o Atlético-PR.

“Temos que descansar alguns jogadores no fim de semana, para estarmos bem na quarta”, disse o treinador azul e branco, logo após a derrota por 1 a 0 no estádio Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires.

Vice-líder do Campeonato Brasileiro com sete pontos, a Raposa pode roubar do Corinthians o primeiro lugar. Como o mandante do clássico é o Atlético, a vitória no domingo ganha importância ainda maior.

“Enfrentamos a equipe deles três vezes nesta temporada e ficamos só no empate por 0 a 0. É um clássico importante, e vamos buscar esse golzinho, para não ficarmos mais no empate”, analisou o volante Nilton.

Nos últimos três clássicos com o Atlético, todos pelo Campeonato Mineiro, o Cruzeiro usou sua equipe considerada principal. Ceará foi titular nesses compromissos. Provável ausência neste fim de semana, o experiente jogador promete ficar na torcida por quem entrar em campo.

“Vamos defender o Cruzeiro da melhor maneira possível. Esperamos que neste domingo a equipe esteja bem-representada por aqueles que vão jogar”.

San Lorenzo. A situação do San Lorenzo é ainda mais complicada do que a do Cruzeiro. Isso porque os “Cuervos” seguem na luta pelo título do Torneio Final – Campeonato Argentino do primeiro semestre.

Atual campeão portenho, o San Lorenzo fará dois clássicos em sequência aos jogos com a Raposa: Estudiantes, neste sábado, e Vélez Sarsfield, no dia 17, três dias após o jogo da volta com os celestes. A equipe do técnico Edgardo Bauza também escalará reservas diante do time de Verón.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave