Levantador do já eliminado Trentino reconhece superioridade dos rivais

Armador Sintini lembra que momento do time é outro, diferente daquele que deu à cidade de Trento quatro títulos mundiais

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Com a vitória do UPCN-ARG sobre o Al-Rayyan-QAT, no quarto dia do Mundial de Clubes de vôlei, o Trentino-ITA, tetracampeão da competição, ficou de fora do torneio e viu acabarem as chances de passagem à semifinal antes mesmo de entrar em quadra.

Com uma realidade distinta de quando ganhou quatro títulos seguidos do maior torneio de clubes do mundo, a equipe sabe que é preciso evoluir e aprender com os resultados que aconteceram.

“Enfrentamos grandes times e eles foram melhores que nós. Temos que reconhecer isso. Poderíamos ter jogado melhor e conquistado um resultado diferente. Mas, infelizmente, não foi possível”, comentou o levantador Sintini.

Desta forma, o Trentino fez sua partida de despedida na competição contra o Esperance Tunis-TUN, apenas para cumprir tabela. As duas equipes já estão eliminadas do torneio.

Para Sintini, o Mundial não perderá o brilho por conta da ausência italiana. “Sobraram equipes de alto nível, que estão fazendo jus ao tamanho do torneio”, garantiu.

O armador lembra que o momento do tradicional clube de Trento é outro. “Temos um projeto pensando no futuro e enfrentamos outra realidade, de dificuldade econômica. Mas o nosso otimismo está mantido para os próximos meses e anos, temos que pensar de forma positiva”, completou.

Leia tudo sobre: voleisintinimundial de clubesavaliaçaorivaiseliminadotrentino