'Brasil precisa respeitar, mas será campeão', diz Pelé

Rei do futebol mostrou total confiança na seleção e comentou que é a primeira vez que a defesa brasileira está mais segura que o ataque

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Pelé está preocupado com a situação dos aeroportos brasileiros
Divulgação/Fifa
Pelé está preocupado com a situação dos aeroportos brasileiros

Um dia depois da convocação de 23 nomes para a Copa do Mundo deste ano, Pelé se disse confiante com os nomes escolhidos por Luiz Felipe Scolari para representar a seleção brasileira no torneio. Nesta quinta-feira, em evento realizado em São Paulo, o Rei do Futebol demonstrou todo este otimismo.

Pelé fez questão de exaltar as outras seleções e disse que é preciso respeitá-las. No entanto, garantiu: o Brasil será campeão. "Temos que respeitar todos. Vamos ganhar, mas temos que respeitar todos", declarou.

Ele esteve presente na Avenida Paulista para autografar um orelhão que possui um desenho do ex-jogador com a camisa da seleção brasileira, localizado em frente ao Parque Trianon. Pelé chegou por volta das 11 horas e ficou pouco no local, cerca de apenas 15 minutos de entrevista.

Foi tempo suficiente para ele comentar mais uma vez a convocação de Felipão. O ex-jogador disse ter ficado satisfeito, mas mais uma vez criticou a falta de experiência na lista. "Acho que seria importante levar o Robinho ou o Kaká. Faltou jogadores de mais experiência, mas estou satisfeito."

Perguntado se está preocupado com a pouca quantidade de jogadores ofensivos na lista, Pelé relembrou sua época de jogador e preferiu exaltar a evolução na defesa brasileira. "Não é preocupação, é que na história do Brasil sempre tivemos grandes gerações de atacantes. Essa é a primeira vez em que a defesa está mais segura que o ataque."

Leia tudo sobre: copa do mundopeletitulocampeaobrasil