Sada Cruzeiro é superado pelo Belogorie, mas avança às semifinais

Apesar do revés por 3 sets a 1, parcial vencida em duelo desta quarta ajudou o time celeste a assegurar vaga na próxima fase devido ao critério do set average

iG Minas Gerais |

Jogadores do Sada Cruzeiro estiveram atentos no bloqueio diante dos russos, mas não evitaram a derrota
Renato Araújo/divulgação Sada cruzeiro
Jogadores do Sada Cruzeiro estiveram atentos no bloqueio diante dos russos, mas não evitaram a derrota

O esperado confronto entre Sada Cruzeiro e Belogorie Belgorod-RUS foi mais tenso do que se podia imaginar. Detentos de uma força no saque, ataque e bloqueio, os russos ditaram o ritmo da partida, nesta quarta-feira, apesar das tentativas celestes em impedir um triunfo do rival. A torcida azul, que compareceu em bom público no ginásio do Mineirinho, apoiou muito e quase influenciou o resultado, mas a vitória acabou nas mãos dos russos por 3 sets a 1, parciais de 25/21, 25/18, 21/25 e 33/31. Mesmo assim, a parcial vencida pela Raposa acabou ajudando o time brasileiro, que, com seis pontos ganhos, garantiu presença nas semifinais devido ao critério do set average - razão entre o número de sets vencidos e perdidos.

Com isso, cabe agora ao Belogorie Belgorod decidir contra o Matin Varamin (IRI), nesta quinta-feira, com quem fica a segunda vaga do grupo A para a próxima fase do Mundial. O jogo começa às 20h.

O confronto começou bastante disputado, mas os russos impuseram um estilo de jogo extremamente difícil para se adaptar. Com Wallace e Leal, o clube estrelado investia nas pontas e até mesmo encarava o grande bloqueio russo, encabeçado por Muserskiy, mas encontrava dificuldade para marcar o inspirado Grozer. Os europeus chegaram a abrir cinco pontos de vantagem no meio do confronto, mas com Wallace, o Sada encostou.

O ataque mais eficiente dos russos foi determinante para a vitória adversária no início do jogo. Em grandes momentos do clube da casa, a torcida gritava, mas ainda estava um pouco tímida. Acreditando em seu poder de reação, o grupo do técnico Marcelo Mendez passou batido novamente no início do segundo set. O Belogorie investia em ataque e contra-ataque, contando com um grande bloqueio. Não foi fácil para o Sada se ajustar, mas foi quando Filipe encarou um bloqueio triplo que o time uniu forças e começou a dar trabalho. Mas, mais uma vez, o desequilíbrio do duelo foi Muserskiy.

Para a terceira etapa, os celestes, nervosos, encontraram a garra em quadra e a vibração da torcida para complicar o trabalho dos russos. Pela primeira vez, os europeus tiveram problemas para bloquear, e ciente disso, Filipe, Leal e Wallace não davam sossego e encontravam espaços para colocar a bola no chão adversário. O saque, outro trunfo dos adversários, também deixou de funcionar tão bem. Depois de Wallace ir longe buscar a bola, Filipe apenas empurrou a bola por cima do bloqueio, que se atrapalhou e deu o set point para o clube estrelado. Animado, o Sada encaixou uma sequência de pontos, e um bloqueio de Leal sobre Grozer confirmou a vitória nesta terceira etapa.

O quarto set foi ainda mais tenso que o restante da partida. Com a torcida embalada, os jogadores devolviam as bolas com a mesma força que eram recebidas. Atrás no placar, Marcelo Mendez cobrou, e os atletas responderam e empataram o confronto, chefiados pelo levantador William, que conseguia enganar o bloqueio e a recepção adversária. Éder passou a utilizar a bola rápida de meio, e deixou o time em igualdade com os russos. No entanto, dois grandes saques de Travica e um de Tetyuhin acabaram com as chances do Sada e garantiram três pontos para o Belogorie.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave