Aidar nega interesse e diz não conhecer zagueiro Manoel

Presidente do São Paulo disse que não é sua função ir atrás de jogadores e garantiu que não teve contato com o atleta que está em litígio com o Atlético-PR

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Em 2010, o zagueiro Danilo, do Palmeiras, cuspiu na cara do zagueiro Manoel, do Atlético-PR e o chamou de macaco
Reprodução/TV Bandeirantes
Em 2010, o zagueiro Danilo, do Palmeiras, cuspiu na cara do zagueiro Manoel, do Atlético-PR e o chamou de macaco

Carlos Miguel Aidar, presidente do São Paulo, negou que o clube tenha interesse no zagueiro Manoel, que está em litígio com o Atlético-PR e pode conseguir se desvincular do clube paranaense. "Para ser sincero, eu nem conheço esse jogador. Mas também não preciso conhecer, quem tem de saber se ele é bom é a diretoria e a comissão técnica", disse.

O dirigente explica que não conversou com dirigentes do Atlético-PR, muito menos com o atleta ou seus representantes. Destaque nas temporadas passadas, Manoel está afastado do clube de Curitiba desde 12 de abril e recentemente entrou na Justiça para pedir rescisão de contrato. Ele alega falta de pagamentos de direito de imagens e premiações, além de assédio moral porque o clube divulgou um comunicado dizendo que o atleta era indisciplinado.

Aidar também nega o interesse em outro zagueiro, Dória, do Botafogo. As insinuações surgiram quando ele foi ao Rio de Janeiro nesta semana. "Eu fui ao Rio para cumprimentar o presidente Marin pelo seu aniversário. Jamais serei eu que irei atrás de jogador. Quem vai é um dos diretores, o vice-presidente de futebol ou o gerente executivo, nunca o presidente. Minhas viagens são por razões profissionais e sociais", explica.

O dirigente explica que o clube está realmente atrás de um zagueiro, mas avisa que a prioridade é o retorno de Rafael Toloi que está emprestado à Roma até o meio do ano. "A Roma ainda não fez contato sobre a preferência de compra por ele. Se quiserem, precisam pagar 5,5 milhões de euros. Tem também o Breno, que está voltando. E temos o Lucão, que é uma grande esperança", concluiu Aidar.

Leia tudo sobre: sao pauloaidarmanoelzagueirodoriamercado