Löw deixa Mario Gomez fora de pré-convocação alemã

Atacante da Fiorentina, que sofreu com série de lesões na temporada, se viu mais longe da Copa do Mundo

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Associated Press
undefined

O técnico Joachim Löw anunciou nesta quinta-feira uma pré-convocação com 30 nomes, dos quais 23 representarão a seleção alemã na Copa do Mundo deste ano, no Brasil. A principal surpresa ficou por conta da ausência do atacante Mario Gomez, da Fiorentina, que perdeu boa parte da última temporada por lesões.

Gomez deixou o Bayern de Munique para chegar à Fiorentina no início da temporada, quando era presença constante nas convocações da seleção. O atacante, no entanto, passou a maior parte do ano no departamento médico, sendo que a mais recente contusão foi um problema no joelho. Por isso, atuou em apenas nove partidas do Campeonato Italiano.

Mas sua ausência não é a única surpresa nesta pré-convocação. O goleiro Ter Stegen, destaque do Borussia Mönchengladbach e na mira do Barcelona para a próxima temporada, também ficou de fora mesmo sem nenhum problema físico. Por conta de uma lesão nas costas, o volante Ilkay Gündogan é mais uma falta sentida nesta lista, mas esta já era esperada.

"Nós não tomamos nenhuma decisão contra qualquer jogador, mas priorizamos aqueles que poderiam maximizar o potencial do elenco. Nós sentimos muito pelos jogadores que não conseguiram", declarou Joachim Löw.

O treinador explicou que, diante dos muitos problemas físicos de jogadores que vinham sendo chamados, priorizou aqueles que estavam atuando normalmente nos últimos tempos. As exceções ficaram por conta de nomes considerados indispensáveis por ele, como o volante Sami Khedira, recém-recuperado de rompimento nos ligamentos do joelho direito, e o atacante Miroslav Klose, que sofreu recentemente um problema muscular na coxa.

Em meio a tantos problemas, Löw apostou na juventude para completar sua convocação. O treinador surpreendeu ao chamar seis nomes que nunca atuaram pela seleção principal. São eles: os zagueiros Shkodran Mustafi, do Genoa, e Erik Durm, do Borussia Dortmund, os meio-campistas Max Meyer e Leon Goretzka, ambos do Schalke 04, e Andre Hahn, do Augsburg, e o atacante Kevin Volland, do Hoffenheim.

O meio-campista Matthias Ginter, que estreou pela Alemanha no amistoso contra o Chile, em março, também foi convocado. "Nós precisamos de jovens e dinâmicos jogadores como esses, que talvez somente nos últimos tempos entraram na disputa. Eles podem injetar novo ímpeto na equipe."

Apesar das surpresas, o Bayern de Munique, principal clube do país, foi mesmo quem cedeu mais jogadores à lista, com sete nomes (Neuer, Boateng, Lahm, Kroos, Schweinsteiger, Götze e Thomas Müller). O Borussia Dortmund vem logo atrás, com seis (Weidenfeller, Durm, Grosskreutz, Hummels, Schmelzer e Marco Reus).

Confira a lista de pré-convocados da seleção alemã para a Copa:

Goleiros: Manuel Neuer (Bayern de Munique), Roman Weidenfeller (Borussia Dortmund), Ron-Robert Zieler (Hannover).

Defensores: Jerome Boateng (Bayern de Munique), Erik Durm (Borussia Dortmund), Kevin Grosskreutz (Borussia Dortmund), Benedikt Höwedes (Schalke 04), Mats Hummels (Borussia Dortmund), Marcell Jansen (Hamburgo), Philipp Lahm (Bayern de Munique), Per Mertesacker (Arsenal), Shkodran Mustafi (Genoa), Marcel Schmelzer (Borussia Dortmund).

Meio-campistas: Lars Bender (Bayer Leverkusen), Julian Draxler (Schalke 04), Matthias Ginter (Freiburg), Leon Goretzka (Schalke 04), Mario Goetze (Bayern de Munique), Andre Hahn (Augsburg), Sami Khedira (Real Madrid), Toni Kroos (Bayern de Munique), Max Meyer (Schalke 04), Mesut Özil (Arsenal), Marco Reus (Borussia Dortmund), Andre Schürrle (Chelsea), Bastian Schweinsteiger (Bayern de Munique).

Atacantes: Miroslav Klose (Lazio), Kevin Volland (Hoffenheim), Lukas Podolski (Arsenal), Thomas Müller (Bayern Munich).

Leia tudo sobre: alemanhalowmario gomezatacanteconvocadoscopa do mundo