Moradores da região Leste também cobram providências

iG Minas Gerais | Fabíola Prado |

A queixa sobre a falta de segurança abrange outras áreas da cidade e foi levada ontem à Câmara de Vereadores da capital por moradores da região Leste. Durante audiência pública, eles reivindicaram incremento no efetivo policial. Segundo dados apresentados pelo vereador Edson Moreira (PTN), a região, constituída por 15 bairros, contabiliza 20% a mais nos registros de crimes de 2011 a 2014.

Conceição Resende, 74, secretária da associação comunitária e moradora do Pompeia, e Geraldo Magela, 51, presidente do Conselho Comunitário de Segurança Pública da 2ª Companhia da Polícia Militar, defenderam esse reforço no patrulhamento. Segundo Magela, em dez anos foram contratados pouco mais de 30 policiais para a região, que, hoje, conta com 110. “Mas não podemos culpar apenas as polícias. Todos são responsáveis: órgãos públicos, privados e a sociedade”, disse Magela. Conforme a gerente de Políticas Públicas da Regional Leste, Fátima de Oliveira, 57, a participação da população em projetos voltados para o convívio social dos jovens pode ser positiva. Em contrapartida, José Geraldo da Cruz, 73, morador da Vila São Vicente, considerou a atuação direta dos órgãos públicos na comunidade como necessária. “É preciso uma participação ativa do Estado para que a segurança pública aconteça em conjunto com a sociedade”. Posição. Convocada para participar da audiência, a Polícia Militar (PM) não enviou nenhum representante para repercutir o assunto. A reportagem também tentou contato por telefone com a assessoria de imprensa da corporação, mas não obteve retorno.

O vereador Edson Moreira decidiu encaminhar um ofício à corporação, questionando o não atendimento do convite para a audiência e solicitando mais atenção aos problemas da região. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave