Polícia investida sumiço de tenente da Aeronáutica

Mulher deixou carta de despedida, mas polícia trabalha com possível sequestro

iG Minas Gerais | Jáder Rezende Juliana Baeta |

A Polícia Civil de Minas não descarta a possibilidade da tenente da Aeronáutica Mirian Márcia Rodrigues Tavares, 42, ter sido sequestrada. A militar desapareceu no último sábado, depois de ter feito um transferência de R$ 30 mil em uma agência bancária do Prado, na região Oeste da capital. A mulher mora no mesmo bairro e enviou o dinheiro para a conta da irmã.

De acordo investigadores, Mirian deixou uma carta de despedida para a família. No entanto, os investigadores acreditam que ela pode ter sido forçada a escrever o texto. O teor do documento não foi revelado. A tenente teria sido vista, no último domingo, em Jaboticatubas, na região metropolitana da capital, em seu carro – um Palio cinza com placa HNY 3582. No mesmo dia, o comando da base aérea de Belo Horizonte foi informado sobre a passagem da mulher pelo município.

Natural de Varginha, no Sul de Minas, Miriam se graduou em engenharia elétrica e mudou-se para a Belo Horizonte há sete anos, onde serviu ao Exército até o final do ano passado, quando pediu transferência para a Aeronáutica. Segundo a corporação, ela mora com uma amiga e atualmente está lotada no Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica.

O chefe da sessão de comunicação da Aeronáutica na capital, tenente Carlos Quintão, afirmou que Miriam sempre se mostrou uma pessoa simpática, acessível e muito calma. “A expectativa geral é saber o que realmente aconteceu”, disse.

Mistério. O irmão de Mirian, Rique Tavares, ainda não sabe porque a tenente enviou R$ 30 mil à irmã. Ele também não teve acesso a carta, que foi localizada somente na última segunda-feira pela colega de apartamento da militar e entregue à polícia. Tavares acompanha buscas que estão sendo realizadas em Varginha. Ele não acredita na hipótese de suicídio, também apurada pelos investigadores. “Ela sempre foi muito presente na família e vinha sempre a Varginha. Eu não acredito que ela tenha feito qualquer coisa desse tipo”, afirmou.

Familiares ainda acreditam que a militar possa estar em Vila Velha (ES), cidade que costuma visitar com frequência. Eles ainda esperam que a polícia encontre pistas na região da Serra do Cipó, que é caminho para o litoral.

Investigações

Cerco. 0A Polícia Civil informou ontem que o sigilo telefônico e bancário de Miriam foram quebrados e que sua movimentação bancária está sendo investigada, assim como o número de celular monitorado.

Voo. 0 Um helicóptero da corporação já percorreu todos trajetos que Mirian costumava fazer.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave