Ex-sócia da Vale entra com ação contra Guiné

Uma porta-voz afirmou que até a noite desta quarta-feira (7) o governo não havia sido notificado

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A BSG Resources, braço de mineração do conglomerado do magnata israelense Beny Steinmetz, anunciou ter iniciado uma ação legal para que Guiné retire a suspensão da empresa à extração de minério de ferro nas montanhas de Simandou. Uma porta-voz do governo disse que até o momento o governo não foi notificado.

A companhia é acusada de obter os direitos na área que abriga uma concessão de minério de ferro de 600 quilômetros quadrados por meio de práticas corruptas. Na semana passada, a Rio Tinto entrou com um processo em Nova York contra a BSG Resources, Steinmetz e a Vale, alegando que eles conspiraram para roubar metade dos direitos da companhia em Simandou.

A Vale era sócia da BSG Resources no projeto e, portanto, também teve o direito de exploração suspenso, mas a empresa alega que qualquer falha no contrato ocorreu antes do envolvimento no projeto. Em 2010 a brasileira pagou US$ 2,5 bilhões à BSG Resources por uma participação de 51% na exploração.

Com Agência Estado 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave