Torcida argentina recebe cruzeirenses com churrasco

Em um clima de cordialidade, representantes da “La Gloriosa” e a China Azul se confraternizaram até o início do jogo

iG Minas Gerais | BRUNO TRINDADE |

Depois de tanta brutalidade vista entre as torcidas brasileiras nos estádios do país, resultando em ferimentos e, infelizmente, morte de alguns torcedores, os aficcionados de San Lorenzo e Cruzeiro deram um exemplo de civilidade. A amizade entre as torcidas tão exaltadas pelos jornais argentinos foi comprovada mais uma vez. Para receber os cruzeirenses, os hermanos fizeram um churrasco para receber uma torcida organizada celeste.

Em um clima de cordialidade, representantes da “La Gloriosa” e a China Azul se confraternizaram até o início do jogo. Segundo o comerciante Maximiliano Correjidor, 39, integrante da torcida do San Lorenzo, a confraternização tem que prevalecer. “As torcidas são irmãs. Nós fizemos um churrasco para recebê-los. Claro que o resultado dentro de campo importa, mas hoje será somente festa. É fundamental compartilhar com eles”, disse o torcedor.

Do outro lado, um dos diretores da Máfia Azul, Thiago Henrique, 28, ressaltou que a amizade deve ser o mais importante. “Nem no Brasil, teríamos uma recepção assim. Nos receberam muito bem. No próximo jogo, vamos recebê-los da mesma forma”, afirmou.

Enquanto as torcidas organizadas se confraternizavam, os outros torcedores do Cruzeiro tiveram muita tranquilidade para chegar ao estádio Nuevo Gasômetro.

Leia tudo sobre: cruzeiroraposalibertadoressan lorenzochurrasco