Oposto Theo tem apoio dos pais durante o Mundial

Jogador do UPCN agradece pela presença dos familiares, que lhe dá importante motivação dentro de quadra

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Na terceira vez que o UPCN volta a Minas Gerais, em menos de um ano, os pais de Theo, oposto do UPCN-ARG, aproveitaram a oportunidade de o filho jogar no país para marcar presença e dar importante apoio ao atleta.

Ronaldo Lopes e Maria Naide saíram de Brasília para acompanhar o jogador durante o Mundial de clubes, que acontece no ginásio do Mineirinho.

“A gente faz a nossa parte e torce para ele fazer a dele. É importante estarmos juntos e passarmos uma motivação a mais para ele dentro de quadra. Acredito que nossa presença o ajuda bastante”, declara a mãe, que não costuma se conter quando assiste aos jogos. “Acho que eu fico até mais nervoso do que ela. A agonia é grande, tudo para ver ele sair vitorioso. A vontade que dá é de gritar, mas eu tento me segurar”, brinca o pai.

Theo agradece pela presença e garante que ter os dois o vendo de perto é um motivo para fazer seu melhor a favor do tetracampeão argentino. “Não dá para perder a oportunidade de um campeonato em uma cidade tão perto de Brasília. Sempre que dá, eles comparecem. Para mim, é muito bom, até porque sei o quanto eles são fanáticos”, declara o oposto.

Apesar do apoio dos pais de Theo, o UPCN perdeu a partida de abertura do terceiro dia do Mundial para o Trentino. Agora, o time argentino precisa vencer o Al-Rayyan, do Catar, para avançar. “Não tem nada decidido, muita coisa pode acontecer. Temos que vencer e torcer contra eles. Até mesmo o saldo de sets poderá entrar na decisão para conhecer os classificados para as semifinais”, indica o brasileiro.

Após o término do campeonato, no sábado, Theo terá apenas um dia de descanso antes de se apresentar à seleção brasileira, que se prepara para a Liga Mundial. O Brasil estreia no dia 23 de maio, em Jaraguá do Sul (SC), contra a Itália.  

Leia tudo sobre: voleifamiliatheoapoioupcnmundial de clubes