Levir Culpi testa Atlético com três zagueiros e retorno de Josué

Sem poder contar com os atacantes Guilherme e Jô, e o meia Ronaldinho, o comandante alvinegro optou por uma trinca de defensores

iG Minas Gerais | FERNANDO ALMEIDA E THIAGO PRATA |

Levir Culpi orienta seus jogadores em treinamento na Cidade do Galo
BRUNO CANTINI/ATLÉTICO
Levir Culpi orienta seus jogadores em treinamento na Cidade do Galo

O técnico Levir Culpi está fazendo experiências e pode até mudar o sistema de jogo do Atlético justamente no clássico de domingo, contra o Cruzeiro, no Independência. Pelo menos, foi o que apontou o treinamento da tarde desta quarta-feira, na Cidade do Galo.

Sem poder contar com os atacantes Guilherme e Jô, e o meia Ronaldinho, o comandante alvinegro optou por escalar três zagueiros – Otamendi, Réver e Leonardo Silva –, Josué de volta ao meio-campo e Diego Tardelli como o armador.

O time titular do treino tático atuou no esquema 3-5-2 com Victor; Otamendi, Leonardo Silva e Réver; Alex Silva, Pierre, Josue, Tardelli e Emerson Conceição; Fernandinho e André.

Na primeira parte do treino, porém, antes da formar a equipe, Levir dava pinta de que utilizaria Marion, ao invés de Leonardo Silva, ou seja, manteria o sistema 4-2-3-1.

A decisão de colocar três zagueiros é bastante inusitada. Isso porque este esquema de jogo requer dois alas peritos em apoiar, algo que não vem acontecendo com Alex Silva pela direita e Emerson Conceição pela esquerda.

Outra surpresa foi a presença de Josué no meio-campo, ao invés de Leandro Donizete, que atuou na equipe reserva.

Os suplentes aliás, viveram uma situação inusitada na atividade, com o goleiro Lee atuando no ataque, por falta de opções. Neto Berola e Dátolo sentiram dores e deixaram o trabalho mais cedo. O argentino, aliás, estava bastante nervoso na saída do campo de treino.

Adeus. O lateral-direito Michel foi liberado pela diretoria alvinegra para acertar a transferência para qualquer clube.