Por entrevista à 'Playboy', Feliciano pode perder título de pastor

Convenção Fraternal das Assembleias de Deus no Estado de São Paulo pretende apurar declarações com seu conselho de ética

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O deputado Marco Feliciano (PSC-SP) pode ter o título de pastor cassado pela Convenção Fraternal das Assembleias de Deus no Estado de São Paulo (Confradesp). Isso porque o ex-presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara deu uma entrevista à revista 'Playboy', no último mês. 

Na entrevista, Feliciano fala sobre homossexualidade, seu papel na Câmara e as acusações de homofobia. Por conta disso, a entidade de pastores decidiu abrir uma apuração contra o deputado em seu conselho de ética. 

Como punição, Feliciano pode levar desde um aviso e advertência quanto ser demovido do cargo de pastor. 

Ainda durante a entrevista, o deputado chegou a revelar que teve uma experiência com drogas durante a adolescência. "Conheci a cocaína nos bailinhos, no fim dos 12 anos", disse.

Ele ainda afirma que nunca conseguiu experimentar cigarros e maconha. "Só a cocaína. Eu tentei a maconha, mas engasguei, nunca consegui fumar nem cigarro. Não conseguia tragar. Com a cocaína era fácil”, explicou.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave