Após cirurgia, médico evita garantir Arturo Vidal na Copa

Cirurgião que operou meia chileno evitou falar se Vidal estará ou não na Copa; Cugat conseguiu fazer com que Torres fosse para o Mundial 2010

iG Minas Gerais | agência estado |

Destaque da Juventus, Vidal também é um dos principais jogadores da Juventus
Reprodução/Facebook
Destaque da Juventus, Vidal também é um dos principais jogadores da Juventus

O cirurgião Ramon Cugat, que nesta quarta-feira operou o joelho de Arturo Vidal, um dos principais jogadores da Juventus e da seleção chilena, não se atreveu a dar prazos para a recuperação do jogador, ainda que também não tenha descartado a participação dele na Copa do Mundo do Brasil.  "O tempo de recuperação não ouso dizer porque há um Mundial chegando", disse o cirurgião, em uma coletiva de imprensa em Barcelona após a cirurgia. "Aqui jogam muitos fatores. É preciso ver se o menino está bem, como o joelho responde, seu ânimo, tudo", completou.  "Eu acho que é um jogador de temperamento muito forte, temperamento valente, o vejo sempre positivo, é um jogador vencedor", disse. "Estamos otimistas, temos que esperar para ver como ele vai se encontrar", acrescentou o médico.  O Chile estreará no Brasil em 13 de junho contra a Austrália. A equipe sul-americana foi sorteada para um complicado Grupo B, juntamente com a Espanha, atual campeã mundial e da Europa, a Holanda, atual vice-campeã mundial, e também a seleção australiana.  O médico também destacou que "o tratamento que foi feito desde a lesão foi corretíssimo". Ele acrescentou que se não existisse a proximidade com a Copa do Mundo, iria recomendar um tempo de descanso "para que faça uma recuperação em paz, com tranquilidade e sem pressão" de dois a três meses. "Sem pressa as coisas são melhores, mas, claro, há um Mundial".  Cugat tem tratado recorrentemente de lesões nos joelhos de jogadores do Barcelona, como Carles Puyol e Xavi Hernandez. Em abril de 2010, pouco mais de um mês antes do Mundial, ele realizou uma artroscopia no joelho direito de Fernando Torres, que conseguiu participar da conquista da Espanha na África do Sul.

Leia tudo sobre: selecao chilenaarturo vidal