Paciente acusa maternidade de manter ladrões no quadro de funcionários

Hospital informou que o furto não foi comprovado pelas câmeras de segurança da unidade; a mulher chegou a se acorrentar na entrada do hospital nessa terça e abordar pacientes dizendo que há ladrões no local

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

Uma paciente da  maternidade Octaviano Neves, localizada no bairro Santa Efigênia, na região Leste de Belo Horizonte, está acusando a unidade de contratar ladrões como funcionários depois que o celular dela supostamente sumiu durante sua internação. Nessa terça-feira (6) ela se acorrentou na maternidade e afixou cartazes exigindo o ressarcimento pelo aparelho.

A artesã Dasy Cristina Santos Silva, 32, foi internada na unidade do dia 24 de abril onde se submeteu a um procedimento para não engravidar e alega ter deixado a bolsa no armário da maternidade, destinado a este fim. Quando saiu do procedimento, ela pegou a bolsa e disse não ter encontrado mais o celular lá, avaliado em cerca de R$ 1.200,00. No entanto, o hospital informou que outro celular de menor valor foi encontrado na bolsa, mas ela disse que havia dois celulares lá antes de entrar para a cirurgia.

Após falta de resposta do hospital e a negativa em ressarcir o aparelho, a mulher resolveu fazer um protesto na porta da unidade nessa terça, colocando cartazes, se acorrentando na entrada e abordando pacientes dizendo que há ladrões no hospital. Ela também chamou a polícia e registrou a ocorrência de furto, acusando a maternidade de manter ladrões no quadro de funcionários.

A assessoria do hospital informou que a maternidade poderia ressarcir a mulher pelo aparelho se ela conseguisse provar que ele sumiu dentro da unidade, e também esclareceu que nada ilícito ou suspeito foi registrado pelas câmeras de segurança. Por meio de nota, a maternidade ainda informou que “não há indícios de que o aparelho telefônico celular da paciente tenha sido furtado nas dependências do hospital, muito menos dentro de seu aposento”. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave