Policiais federais protestam durante convocação da seleção brasileira

De acordo com presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Rio de Janeiro, André Vaz Mello, caso ocorra a paralisação, o serviço no aeroporto pode ser prejudicado

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Policiais federais no Rio de Janeiro aproveitaram o anúncio dos 23 convocados para a seleção brasileira na Copa do Mundo feito nesta quarta-feira (7) para protestar por melhores salários e reestruturação da carreira, no local onde ocorreu o evento, na Glória, zona sul do Rio. Com cartazes, mordaças e o tradicional elefante branco, a categoria ameaça parar as atividades durante os jogos caso o governo não negocie.

De acordo com presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Rio de Janeiro, André Vaz Mello, caso ocorra a paralisação, o serviço no aeroporto pode ser prejudicado. "O cenário pior será o aeroporto, pois somente nós sabemos trabalhar com a imigração".

Para Mello, a Polícia Federal ainda não está preparada para um evento do porte da Copa. "O desempenho da Polícia Federal no Rio vem caindo há anos e estamos alertando ao governo sobre isso desde os Jogos do Pan", disse. Segundo o presidente do sindicato, o salário dos agentes, escrivães e papiloscopistas não é reajustado há oito anos.