Villarreal recebe multa de R$ 37 mil por banana atirada

Clube já puniu o agressor tomando-lhe o direito de comprar carnê de ingressos para o resto da vida

iG Minas Gerais | agência estado |

Torcedor que atirou banana para Daniel Alves pode pegar até três anos de prisão
Reprodução
Torcedor que atirou banana para Daniel Alves pode pegar até três anos de prisão

O Comitê Disciplinar da Liga Espanhola anunciou nesta quarta-feira que multou o Villarreal em 12 mil euros (aproximadamente R$ 37 mil) em razão do ato racista de um dos seus torcedores, que jogou uma banana em direção ao lateral-direito brasileiro Daniel Alves durante partida do Campeonato Espanhol.  O incidente aconteceu no dia 27 de abril, durante a vitória do Barcelona por 3 a 2 sobre o Villarreal. Daniel Alves, então, pegou a banana arremessada pelo torcedor David Campayo Lleo e a comeu antes de executar uma cobrança de escanteio.  Diante do incidente, o Villarreal identificou o torcedor, o expulsou do seu quadro de sócios e o proibiu de assistir a qualquer partida do time no Estádio El Madrigal pelo resto da sua vida.  Além disso, ele chegou a ser detido pela polícia, prestou depoimento e depois foi liberado, mas acabou sendo enquadrado em um artigo do Código Penal espanhol que prevê pena de até três anos para quem cometer esse tipo de ato.  A ação rápida do Villarreal para identificar e punir o seu torcedor foi uma das razoes para o clube, que corria o risco de ter que atuar em casa sem público, receber uma pena mais branda. A ação de Daniel Alves provocou imediatamente forte reação de apoio, especialmente nas redes sociais, de outros jogadores, celebridades e políticos, que publicaram fotos com bananas, condenando o racismo.