Idoso se nega a pagar R$ 50 por programa sexual e é morto por travesti

Crime aconteceu na cidade de Bicas; vítima teria agredido suspeito com uma foice

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

Um idoso de 74 anos morreu após se negar a pagar um programa sexual a uma travesti, nessa terça-feira (6), na cidade de Bicas, na Zona da Mata mineira. O suspeito do crime, um jovem de 19 anos, foi preso.

A Polícia Militar foi acionada pelo filho de Olegário Matias que, ao chegar na casa do pai, no bairro Santa Tereza, encontrou o aposentado sem vida em cima de uma cama de solteiro em um dos quartos do imóvel. Alguns objetos da residência também estavam quebrados. Na mão do idoso foi encontrada uma foice.

Um vizinho da vítima contou que ouviu muita “quebradeira” no imóvel e que Matias chamava pelo nome do filho o tempo todo. Um outro morador da rua contou aos militares que uma travesti tinha chamado em sua casa dizendo que havia feito um programa sexual com três homens e que eles teriam a agredido.

Policiais fizeram rastreamento na região e encontram Bruno da Silva Kaiser em um ponto de ônibus. Para a corporação, ele confessou o crime e contou como tudo teria acontecido. Segundo Kaiser, o idoso o convidou para fazer um programa no valor de R$ 50. No entanto, após consumar o ato, a vítima teria se negado a pagar o que havia prometido.

Os dois começaram a brigar e o aposentado teria agredido a travesti com a foice. Kaiser, por sua vez, empurrou o homem contra alguns móveis. Segundo a perícia, Matias apresentava lesões na nuca e mãos ocasionadas por objeto perfurante.

A travesti foi encaminhada à delegacia da cidade e vai responder por homicídio. 

Leia tudo sobre: travestibicasprogramaidoso