Três anos da coluna

iG Minas Gerais |

Neste mês de maio, a coluna Meu Dinheiro está completando três anos. Foram mais de 150 colunas. Abordarmos diversos assuntos, mas sempre tentando levar adiante a proposta manifestada na primeira coluna: ajudar os leitores na melhoria do seu relacionamento com o dinheiro. Falamos sobre a importância de se elaborar um orçamento doméstico, sobre como eliminar dívidas, como reduzir os desperdícios, sobre educação financeira dos filhos e sobre como abordar as questões financeiras em um relacionamento. Apresentamos também algumas formas de investimento que podem ajudar a multiplicar as economias guardadas. Mas o mais importante é verificar que os leitores têm aproveitado nossa coluna. Muitos enviam e-mails e relatam a mudança que tiveram em suas vidas financeiras após ler e acompanhar muitas de nossas colunas. Alguns deles estavam em uma situação muito difícil e, pouco a pouco, estão conseguindo equilibrar a vida financeira. Outros conseguiram realizar alguns sonhos. O comum a todos eles é que a coluna os colocou em ação e isso é o mais importante. Não basta tomar conhecimento de algo que é importante para nossa vida. A educação financeira tem de ser necessariamente posta em prática. Não é uma coisa só para se estudar, mas sim para praticar. A educação financeira adquire importância em virtude de um dilema que aflige a todos nós. Por um lado, temos muitos desejos, sonhos e vontades. Não há limites para nossa imaginação. Mas, por outro lado, nossos recursos são limitados. Não temos tempo para fazer tudo que gostaríamos. Também não temos recursos financeiros para todos os nossos sonhos. Temos, então, de realizar escolhas. Escolhemos quais atividades podemos realizar no nosso limitado tempo. E também escolhemos onde empregar nossos recursos financeiros. Nessa hora, entra em cena a educação financeira. Ela será importante para nos orientar nessas escolhas. Infelizmente, temos observado que muitas famílias têm sido vítimas de escolhas ruins. O endividamento e a inadimplência das famílias brasileiras têm aumentado. Grande parte dos casos ocorre pela falta de educação financeira. Vejamos um exemplo. Um trabalhador brasileiro, animado com o baixo desemprego e com os aumentos reais de salário dos últimos anos, acha que chegou o momento de realizar o sonho da compra de um carro 0 km. Vai até uma concessionária e faz a opção pela compra de um automóvel em 60 meses. Está tranquilo, pois tem certeza que irá conseguir pagar a parcela assumida. Mas ele se esqueceu de considerar várias questões importantes. Assumiu um compromisso pelo prazo de 5 anos (60 meses). Nesse período muita coisa irá ocorrer em sua vida. Algumas positivas, mas outras negativas. Para assumir um compromisso por prazo tão longo, deve-se ter um cuidado adicional. Além disso, ele só considerou o gasto da prestação. Mas a compra de um carro novo traz uma série de outras despesas: combustível, impostos, seguro e manutenção. Todos esses gastos passam a pesar no seu orçamento, e em pouco tempo ele já não tem condições de arcar com todos os compromissos. Passa a atrasar a prestação do carro ou mesmo outras despesas que antes ele conseguia pagar pontualmente. Sua vida financeira vira um inferno. Mas não é só o seu bolso que sofre as consequências. Sua saúde também não é mais a mesma. O relacionamento com esposa e filhos também pode ser abalado. Até no ambiente profissional os problemas podem ser sentidos. Ajudar essas pessoas e famílias é o combustível que alimenta nossa coluna. A educação financeira é fundamental para o contínuo desenvolvimento de nosso país e de nossa população! Muitas mudanças estão acontecendo em nossa economia. Nas palestras e cursos que realizo, vejo que muitos ainda têm diversas dúvidas sobre o assunto. Tentar diminuí-las é uma das missões de nossa coluna! Obrigado, leitores pela confiança. Realizarei, no dia 17.5 (sábado), o curso “Meu Dinheiro – planejamento financeiro pessoal” no hotel Cheverny (rua Timbiras, 1.492, centro – entre rua da Bahia e avenida João Pinheiro), das 8h às 17h – com uma hora de intervalo para almoço. O conteúdo é bem completo: aprender a cuidar do seu dinheiro, a equacionar as dívidas, a realizar os sonhos. Serão apresentadas as principais formas de investimento hoje existentes e também como abordar o tema finanças nos relacionamentos e com as crianças. Para os participantes, será fornecido certificado de participação, além de um exemplar do livro “Meu Dinheiro”. Mais informações podem ser obtidas no e-mail carloseduardo@harpiafinanceiro.com.br. Mandem dúvidas e sugestões para o e-mail carloseduardo@harpiafinanceiro.com.br

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave