Rumo da ação divide opiniões

iG Minas Gerais | Jáder Rezende |

A suspensão condicional do processo de Afanásio Guimarães divide opiniões em Rochedo de Minas. Para o contador Cristiano Corrêa, 30, Afanásio merecia pena máxima pelo furto das galinhas. “Roubo é roubo”, afirmou. Já o funcionário público José Danaleon, 57, se mostrou solidário a Afanásio. “Tem gente que rouba mais e nada acontece”, disse.  

O prefeito Sérgio Colleta, que esperava a condenação “pelo menos uma pena comunitária”, se disse insatisfeito, principalmente porque ele esperava que a projeção do caso levasse turistas à cidade. “E olha que aqui tem muitas cachoeiras bonitas”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave