Táxi fica mais caro em BH a partir desta quinta-feira

Os serviços de táxi-lotação para o Mineirão e Mineirinho também sofrerão alterações; confira o que muda nas bandeiradas cobradas pelos taxistas na capital

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Os serviços de táxi em Belo Horizonte terão novas tarifas na capital a partir desta quinta-feira (8). A norma foi divulgada nesta terça-feira (6) pela BHTrans e será publicada nesta quarta (7) no Diário Oficial do Município (DOM).

A bandeirada passa de R$ 4,10 para R$ 4,20, já o quilômetro rodado na bandeira 1 passa de R$ 2,40 para R$ 2,58 e na bandeira 2 de R$ 2,88 para R$ 3,10. A combinação da corrida média de 5 quilômetros passa de R$16,10 para R$ 17,10. As tarifas dos serviços de táxis de Belo Horizonte foram reajustadas pela última vez no dia 23 de março do ano passado. Desde então, considerando-se o período de fevereiro de 2013 a março de 2014, a inflação medida pelo IBGE por meio do IPCA foi de 7,29%, pelo INPC foi de 6,80% e pelo IGP-M foi de 7,85%.

A hora parada passa de R$ 23,40 para R$ 24,85, o volume transportado com dimensões acima de 60 centímetros passa de R$ 1,20 para R$1,30 e o transporte de carrinho de supermercado passa de R$1,70 para R$ 1,80.

Para praticar os novos valores, os taxistas deverão procurar as tabelas de correção da tarifa que serão distribuídas pelo Sindicato dos Taxistas (Sincavir). A tabela é de uso obrigatório pelo taxista até a aferição do taxímetro pelo Inmetro. Outra tabela, em adesivo, deverá ser afixada no vidro traseiro esquerdo dos veículos, com os valores das tarifas no lado de dentro do veículo, mesmo após a aferição dos taxímetros.

Outros serviços

O serviço de Táxi Lotação para o Mineirão e o Mineirinho também terá seus valores reajustados. A viagem com origem no centro de Belo Horizonte com valor de R$ 7,50 vai para R$ 8,00. Já a viagem de Contagem (centro) para o Mineirão/Mineirinho, de R$ 10,50, vai custar R$ 11,10; e de Contagem (Cidade Industrial) também para os estádios, cujo valor atual é de R$ 8,50 passará para R$ 9,00.

Para o Aeroporto de Confins permanece a cobrança pelo taxímetro, sem taxa de retorno. Isso vale para os municípios que formam a “Praça Integrada”: Belo Horizonte, Contagem, Ibirité, Ribeirão das Neves e Sabará.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave