Saúde lança campanha “10 minutos contra a Dengue”

Ação pede apoio da população para combate ao mosquito da dengue em Cruzeiro do Sul, que enfrenta um surto da doença

iG Minas Gerais | Da redação |

Agentes de saúde faz borrifação em bairro de Cruzeiro do Sul
g1.globo.com/reprodução
Agentes de saúde faz borrifação em bairro de Cruzeiro do Sul

A Secretaria Municipal de Saúde de Cruzeiro do Sul (AC), em parceria com a Secretaria de Obras Municipal, Meio Ambiente e Departamento de Limpeza Pública deram o ponta-pé inicial na campanha "10 minutos contra a Dengue", ontem (5). Cerca de 150 homens estão envolvidos na campanha de combate ao mosquito Aedes aegypti.

Será realizada limpeza nas ruas e nos quintais das residências em busca de acabar com os focos de proliferação da doença, como tampas, garrafas vazias, pneus, e todo tipo de entulho. A ação de borrifação também será realizada nas áreas, além de atividades educativas de conscientização e esclarecimentos.

As atividades iniciaram pelo bairro da Várzea, mas se estendem por toda a cidade. A campanha tem por objetivo incentivar a população a tirar apenas 10 minutos durante a semana para desempenhar tarefas de combate à doença na sua própria residência. Cada casa recebe um adesivo onde serão marcadas as atividades a serem desempenhadas.

“Essa ação é essencial, principalmente nesse momento em que a doença está aumentando nesse bairro. Se não tivesse essa ação ia ser um caso sério, porque a gente sabe que a dengue não brinca, é uma doença séria e as pessoas precisam ter a noção de que é necessário a prevenção”, ressaltou o morador Marivaldo Valente Figueiredo, 46.

Até a última quarta-feira (30) 149 casos de dengue provenientes da própria cidade já haviam sido confirmados. Com a Campanha, a Secretaria de Saúde pretende evitar que o surto de dengue se transforme em Epidemia.

“Estamos lançando os 10 minutos Contra a Dengue junto com o arrastão de limpeza. São ações que precisam ser desempenhadas para combater o mosquito, esperamos que as pessoas possam grudar na geladeira, pois é um adesivo”, explicou a secretária Municipal de Saúde, Lucila Bruneta.

Leia tudo sobre: campanhalutadengueMinistério da Saúdeprevenção