Funcionária de lotérica cai em golpe e perde R$ 137 mil da casa

Estelionatário se passou por gerente de uma agência da Caixa Econômica Federal (CEF) e fingiu estar testando um novo programa de depósitos do banco; suspeito pediu que vítima destruísse os comprovantes das transações

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

Uma funcionária de uma casa lotérica no centro de Tapira, na região do Alto Paranaíba, foi vítima de estelionato e perdeu cerca de R$ 137 mil nessa segunda-feira (5). A vítima fez aproximadamente 90 depósito de cerca de R$ 1.500 cada para contas diferentes, pensando que conversava com o gerente da Caixa Econômica Federal (CEF) de Araxá.

A mulher relatou à Polícia Militar (PM) que o homem entrou em contato com a lotérica por telefone e pediu a ela que fizesse os depósitos como forma de teste, para que ele pudesse verificar o funcionamento de um novo programa para depósitos do banco. Ele passou números de contas diferentes e ele foi efetuando a transação.

Além disso, o suspeito pediu que a funcionária destruísse os comprovantes de depósito com água. Os dois ficaram cerca de duas horas ao telefone e durante a conversa, ele ainda solicitou que ela não falasse para ninguém sobre os depósitos, porque o processo era sigiloso.

Antes de desligarem, o suspeito disse que ligaria para a funcionária mais tarde para verificar se o sistema funcionou. Contudo, ele não entrou mais em contato, o que fez a mulher desconfiar. A vítima, então, ligou para a agência em Araxá e descobriu a fraude.

A PM informou que ainda não possui nenhuma pista de quem seria esse criminoso. As informações sobre as contas repassadas pelo estelionatário ainda estão sendo reunidas.