Servidores estaduais de saúde realizam manifestação no centro de BH

Reclamação é contra o congelamento salarial pelo terceiro ano consecutivo e por tempo excessivo necessário para promoção por escolaridade

iG Minas Gerais | BERNARDO ALMEIDA |

Cerca de 150 funcionários públicos da saúde de Minas Gerais realizaram uma passeata na manhã desta terça-feira (6) na região central de Belo Horizonte. O Sindicato Único dos Trabalhadores de Saúde de Minas Gerais (Sind-Saúde/MG) marcou assembleia às 10h00 no Hospital João XXIII, na avenida Alfredo Balena. De lá, eles saíram para o prédio da prefeitura, onde se encontraram com a passeata dos servidores municipais, que entraram em greve mais cedo.

O Sind-Saúde/MG reclama que, em reunião realizada no dia 26 de março, a subsecretária de planejamento do estado, Fernanda Neves, adiantou que a categoria provavelmente não terá reajuste salarial na data base, em outubro. De acordo com o sindicato, a situação permanece desde 2012. O sindicato pede também que o governo resolva a questão da promoção por escolaridade, que hoje é de 5 anos. O governo já teria iniciado diálogo para reduzir para 2 anos e meio o período necessário para um funcionário ser promovido em cima da obtenção de título de escolaridade, mas não houve avanço.

A BHTrans não registrou qualquer transtorno provocado pela manifestação dos servidores de saúde. Procurada pela reportagem, a Secretaria de Estado de Saúde ainda não se posicionou sobre o assunto.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave