Michael Phelps nadará no GP de Charlotte na próxima semana

De acordo com treinador, maior campeão olímpico se inscreveu nas provas dos 100 metros borboleta e dos 200 metros livre

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Este norte-americano redimensionou a história da natação mundial ao faturar nada mais que oito medalhas durante so Jogos de Pequim, superando as sete medalhas do compatriota Mark Spitz nas Olimpíadas de Munique 1972. Além disto, Phelps pulverizou com suas braçadas sete recordes mundiais. Se ainda restam dúvidas sobre sua qualidade técnica, os números não mentem. O norte-americano é o atleta com o maior número de medalhas de ouro conquistadas em toda a história dos Jogos. Foram simplesmente 14 medalhas douradas após três olimpíadas disputadas. Será se em Londres vem mais? Phelps quer mostrar que ainda pode superar seus próprios limites antes da aposentadoria definitiva das piscinas.
Associated Press
Este norte-americano redimensionou a história da natação mundial ao faturar nada mais que oito medalhas durante so Jogos de Pequim, superando as sete medalhas do compatriota Mark Spitz nas Olimpíadas de Munique 1972. Além disto, Phelps pulverizou com suas braçadas sete recordes mundiais. Se ainda restam dúvidas sobre sua qualidade técnica, os números não mentem. O norte-americano é o atleta com o maior número de medalhas de ouro conquistadas em toda a história dos Jogos. Foram simplesmente 14 medalhas douradas após três olimpíadas disputadas. Será se em Londres vem mais? Phelps quer mostrar que ainda pode superar seus próprios limites antes da aposentadoria definitiva das piscinas.

O astro Michael Phelps vai dar mais um passo em seu retorno à natação com a participação no GP de Charlotte, na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, marcado para o período entre 15 e 18 de maio, na próxima semana. Seu treinador, Bob Bowman, disse que Phelps se inscreveu nas provas dos 100 metros borboleta e dos 200 metros livre, mas preferiu não dar certeza da presença de Phelps em ambas.

As provas estão marcadas para o mesmo dia - 16 de maio - seguindo em linha com a estratégia de dar resistência ao nadador nesse retorno. Phelps voltou às competições no GP de Mesa, no Arizona, menos de duas semanas atrás, na sua primeira disputa desde que se aposentou após os Jogos de Londres, em 2012, como o mais condecorado atleta da história olímpica.

Ele competiu em dois eventos em Mesa, terminando em segundo lugar, atrás do antigo rival Ryan Lochte nos 100 metros borboleta e fazendo o quarto melhor tempo no mundo neste ano na prova. Phelps também participou dos 50 metros livre, mas usou sua eliminatória para trabalhar o estilo borboleta, ficando apenas na 42ª colocação na classificação geral. "Fomos encorajados por suas performances em Mesa e estamos ansiosos para tentar os 200 em Charlotte", disse Bowman.

Phelps também se inscreveu para o último GP do ano em Santa Clara, na Califórnia, no próximo mês, mas ele tem sido cauteloso dando um passo de cada vez, sem se comprometer com objetivos de longo prazo. Ainda assim, está claro que não voltaria a competir se não tivesse os Jogos do Rio, em 2016, como meta. O astro norte-americano já competiu em quatro edições da Olimpíada, tendo conquistado 22 medalhas no total, sendo 18 de ouro.

Com a confirmação da sua presença no GP de Charlotte, certamente ele irá duelar com Thiago Pereira, ao menos nos 100 metros borboleta - o brasileiro pretende nadar até oito provas. Na maior conquista da sua carreira, aliás, Thiago Pereira superou o norte-americano ao conquistar a medalha de prata nos 400 metros medley na Olimpíada de Londres, em 2012, enquanto Phelps foi apenas o quarto colocado.

Leia tudo sobre: nataçãophelpsretornoaposentadoria