Prestes a ser pai, suíço Roger Federer desiste de jogar em Madri

Anúncio significa que tenista provavelmente também vai ficar de fora do Masters 1000 de Roma

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Federer avançaou com tranquilidade e segue em busca do sexto título do US Open
Divulgação / ATP
Federer avançaou com tranquilidade e segue em busca do sexto título do US Open

O suíço Roger Federer anunciou nesta terça-feira que desistiu de participar do Masters 1000 de Madri, torneio que está sendo realizado nesta semana, para ficar mais tempo com a sua família antes do nascimento do terceiro filho. A confirmação da desistência foi oficializada através de nota publicada no seu site.

"Decidi desistir de jogar em Madri para estar com a minha esposa Mirka durante estas próximas semanas emocionantes para a nossa família", afirmou Federer, pai das gêmeas Charlene e Myla. O suíço, que está em quarto lugar no ranking da ATP, não definiu uma data para o seu retorno às quadras, apenas declarando que "vai voltar ao circuito em breve".

O anúncio de Federer significa que ele provavelmente também vai ficar de fora do Masters 1000 de Roma, torneio no qual é o atual vice-campeão e que será disputado na próxima semana. Anteriormente, o suíço havia indicado que poderia não jogar Roland Garros, marcado para começar em 25 de maio, se a data coincidisse com o nascimento do bebê. Três vezes campeão em Madri, Federer não fica fora de um torneio de Grand Slam desde 2000.

O suíço iria estrear na competição espanhola nesta quarta-feira, diante do francês Gilles Simon, que agora terá pela frente um tenista eliminado na última rodada do qualifying.

A desistência de Federer provocou a segunda baixa considerável no Masters 1000 de Madri. No último fim de semana, o sérvio Novak Djokovic, segundo colocado no ranking, anunciou que não iria participar do torneio por causa de uma lesão no punho.

Leia tudo sobre: tênisroger federerpaternidade