Cruzeiro embarca confiante e prometendo raça diante dos argentinos

Com um pouco de atraso, o elenco celeste chegou ao aeroporto de Confins, na manhã desta terça-feira, por volta das 8h45, quando embarcou para o país vizinho

iG Minas Gerais | BRUNO TRINDADE |

Com raça, confiança e com o coração na ponta da chuteira. São esses os pensamentos que os jogadores do Cruzeiro estão levando para a Argentina, onde a Raposa enfrenta o San Lorenzo, na noite desta quarta-feira, às 22h, pelo jogo de dia das quartas de final da Copa Libertadores.

Com um pouco de atraso, o elenco celeste chegou ao aeroporto de Confins, na manhã desta terça-feira, por volta das 8h45, quando embarcou para o país vizinho. Muitos torcedores e curiosos que passavam pelo local tietaram os jogadores, pedindo fotos e autógrafos.

O volante Henrique afirma que a equipe celeste vai entrar com muita raça para trazer um bom resultado e decidir no Mineirão. "Sim (colocar o coração na ponta da chuteira). É um jogo de quartas de final, que todos desejam, todos querem chegar. Então é procurar repetir os bons jogos que a gente teve nas últimas partidas para buscar a classificação", declarou o jogador.

O zagueiro Dedé encara o duelo com os hermanos como o mais importante de sua carreira. " O coração está batendo muito forte. São dois jogos que podem mudar a minha vida", disse o defensor.

O volante Lucas Silva afirmou que o time tem que jogar com inteligência. "É um duelo de 180 min. Não vai ser nada decidido no primeiro jogo. O Cruzeiro tem que ter uma boa postura, fazer um jogo equilibrado, nada diferente do que vem fazendo. Só não podemos deixar a defesa tão exposta quanto no último jogo, principalmente no primeiro tempo. Se possível, vamos buscar um bom resultado lá (na Argentina) e decidir em casa", concluiu.

O Cruzeiro fará às 17h desta terça-feira o reconhecimento do gramado do estádio Nuevo Gasómetro, local da partida desta quarta-feira.