Polícia fecha laboratório para refino de drogas em Esmeraldas

Três pessoas foram detidas, mas uma delas negou participação no crime

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

A Polícia Militar de Esmeraldas, na região metropolitana de Belo Horizonte, descobriu, no fim da noite dessa segunda-feira (5), um sítio usado como laboratório para refino e preparo de drogas. Três  pessoas foram presas.

Segundo a corporação, o local, que fica no KM 54 da MG-060, no Povoado de São José, foi descoberto após denúncias anônimas feitas pelo 181. Os denunciantes informaram que Guilherme Felipe Ferreira, de 22 anos, e Fernando Alves da Silva, de 25, usavam o sítio para o tráfico de entorpecentes. Ainda de acordo com as denúncias, a dupla seria responsável por alguns homicídios na região.

Ao chegarem no local indicado, militares da 8ª Companhia Independente encontraram o imóvel fechado. Minutos depois, Ferreira, Silva e Júlio César de Oliveira Júnior, de 33, chegaram em um carro. Durante buscas, policiais encontraram uma porção de maconha com Ferreira.

O jovem contou que alugou o sítio de Silva por R$ 600 durante 30 dias. Dentro do imóvel foi localizada uma pistola 765, maconha, cocaína e produtos para o refino das drogas. A dupla assumiu a propriedade dos materiais. Já Júnior alegou que não tinha conhecimento do crime.

Na versão do homem, ele passava com seu carro pela praça Getúlio Vargas quando foi abordado por Ferreira. O jovem teria oferecido R$ 30 para que o motorista o levasse até o sítio. A história foi confirmada pelos outros suspeitos, mas, mesmo assim, Júnior foi conduzido para prestar esclarecimentos.

O trio foi encaminhado para a Delegacia de Plantão de Ribeirão das Neves, também na Grande BH.

Leia tudo sobre: DROGASLABORATÓRIOESMERALDAS