“Vamos fazer campanha em Minas também”

Eduardo Campos Pré-candidato à presidência pelo PSB

iG Minas Gerais | Lucas Pavanelli e Raquel Gondim |

O senhor fez um acordo com o senador Aécio Neves de que não faria campanha em Minas e ele, em troca, não faria em Pernambuco?

Não existe nenhum acordo de procedimento. Vamos fazer campanha no Brasil inteiro e em Minas também. Vamos ouvir Minas para levar ao nosso programa as ideias, os sonhos, os desejos do Estado. Vamos andar Minas, como estamos fazendo hoje aqui e vamos estar na próxima quinta-feira no Triângulo Mineiro.

E uma candidatura própria do partido não facilitaria o deslocamento no Estado?

Esse é um debate que o partido vai viver aqui, localmente. Há duas posições, e essas posições vão a voto na direção do partido nos próximos dias, na forma do nosso regimento. Não estamos condicionando a eleição nacional aos palanques estaduais.

O senhor não acha contraditório considerar apoiar a candidatura de Pimenta da Veiga, indiciado pela PF por lavagem de dinheiro?

Acho que não se trata de campanha. Se trata de uma atitude de vida. Compromisso ético não é só de quem disputa mandato ou vai disputar. A ética está em várias atitudes da vida. Vamos esperar o partido tomar a decisão. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave