Atriz afirma que adora ser “caminhoneira”

Intérprete de Big Boo na série, Lea DeLaria fala sobre “cota informal” na TV

iG Minas Gerais |



Lea vê avanço na dramaturgia norte-americana para gays e lésbicas
Netflix
Lea vê avanço na dramaturgia norte-americana para gays e lésbicas

São Paulo. Hoje, na televisão norte-americana, há uma espécie de “cota informal” para gays e lésbicas nos seriados, com pelo menos um personagem homossexual por elenco. A atriz Lea DeLaria, que interpreta a presidiária Big Boo na série “Orange Is The New Black”, do Netflix, afirma que a ideia representa um avanço para a dramaturgia.

Para ela, embora haja personagens “péssimos em programas igualmente ruins”, o nível de representação subiu muito desde a década de 90, quando apareceram os primeiros personagens gays de destaque. “Você não pode falar sobre gays na TV sem falar em ‘Modern Family’ (2009), por exemplo”, disse ela sobre a comédia de situação que mostra uma família formada por dois homens e uma filha adotiva. “São melhores do que as da época de ‘Will & Grace’ e ‘The L Word’”, afirma. A primeira série mostrava um casal de amigos formado por uma heterossexual solteira e confusa e seu melhor amigo gay. A segunda, sobre relações entre lésbicas. “Nunca fui fã dessas séries porque não havia realidade ali. O texto era péssimo”.

Em “Orange Is The New Black”, DeLaria interpreta uma “caminhoneira”, como ela mesmo define. “Adoro o fato de a série ter uma caminhoneira interpretando uma caminhoneira, o jeito como mostram as coisas como elas são, sem se preocupar em seguir as regras da indústria”, diz.

Embora goste de representar um papel com que se identifica, diz que não concorda com o lobby LGBT norte-americano para que personagens homossexuais e transgêneros sejam vividos por atores com a mesma orientação sexual. “Atuar é atuar. Por outro lado, por mais pesquisa que um ator hétero faça, não sabe o que é ser transgênero ou uma caminhoneira, como é o meu caso, como eu sei”, diz DeLaria.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave