MPMG inaugura sede de combate a crime organizado

Tráfico de drogas e golpes contra instituições financeiras são alguns dos focos da nova unidade

iG Minas Gerais | suellen amorim |

Caocrimo agora fica na rua Ouro Preto, no bairro Santo Agostinho
Alex Lanza / MPMG
Caocrimo agora fica na rua Ouro Preto, no bairro Santo Agostinho

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) inaugurou nesta segunda a sede própria do Centro de Apoio Operacional de Combate ao Crime Organizado (Caocrimo). Localizada na rua Ouro Preto, no bairro Santo Agostinho, na região Centro-Sul da capital, a unidade conta com o Grupo Especial de Combate ao crime Organizado (Gaeco), que deve intensificar a investigação do crime organizado interestadual e agir principalmente contra o tráfico e os crimes fiscais e contra instituições financeiras.

Desde 2012, o Caocrimo funcionava na rua Álvares Cabral, na mesma região. No entanto, segundo o coordenador do centro, o promotor de Justiça André Estevão Ubaldino, a integração entre MPMG e polícias vai agregar eficiência aos trabalhos contra o crime organizado, que impacta diretamente a vida do cidadão. “Em princípio daremos apoio ao interior, mas a meta é em um mês treinar promotores de 11 cidades-polo, como Montes Claros (Norte), Governador Valadares (Vale do Rio Doce) e Uberlândia (Triângulo), para que o Gaeco passe a funcionar nessas cidades”, disse.

Procurador geral do Estado, Carlos André Bittencourt afirmou que o Gaeco vai colaborar para que o MPMG “se desencumba desse mar de crimes que a sociedade civil enfrenta”. Na unidade também vão funcionar Setor de Segurança Pessoal e de Informação da Coordenadoria de Planejamento Institucional e a Promotoria Estadual de Combate aos Crimes Cibernéticos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave