PSDB protocola requerimento no TSE contra Dilma por causa de discurso

Presidente anunciou, em cadeia nacional de rádio e televisão, mudança no imposto de renda e reajuste do Bolsa Família; de acordo com tucano, fala foi pedido de voto e promessa futura

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

BETO BARATA/ESTADÃO CONTEÚDO
undefined

O deputado e coordenador jurídico do PSDB, Carlos Sampaio, protocolou no Tribunal Superior Eleitoral (TSE, nesta segunda-feira (5), um requerimento contra a presidente Dilma Roussef por causa de uma fala durante o pronunciamento feito no Dia do Trabalhador. Segundo o tucano, a fala da petista seria propaganda eleitoral antecipada.

No dia, Dilma anunciou, em cadeia nacional de rádio e televisão, a correção de 4,5% da tabela do imposto de renda e reajuste de 10% dos benefícios do programa Bolsa Família. De acordo com Sampaio, o pronunciamento serviu para fazer propostas de um 'futuro governo' e 'pedido de voto'.

“Houve propaganda eleitoral no pronunciamento da senhora presidente da República, na medida em que ocorreu veiculação de manifestação em período vedado por lei. Tal pronunciamento levou ao conhecimento geral a candidatura pública e notória da representada, além de identificar as ações políticas que pretende desenvolver”, mostra o documento apresentado pelo partido.

Ação no Senado

Além da atuação de Sampaio no TSE, a oposição também se movimentou no Senado. José Agripino (RN), líder do DEM, afirmou que seu partido entrará junto ao Ministério Público Federal com uma ação de improbidade administrativa contra Dilma Roussef. 

Segundo o senador, por causa do pronunciamento, Dilma usou dinheiro público em benefício de sua candidatura à reeleição. O PSDB também pretende assinar a ação.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave