Por que os chineses não querem falar ‘iPad’?

Palavas de 'tradução livre', geralmente americanas, são criticadas por uma parcela dos chineses

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

DIVULGAÇÃO/ APPLE
undefined

Hoje em dia, se você escutar conversas telefônicas entre os chineses, é comum ouvir expressões em inglês aparecendo aqui e ali, como "Ok", "Cool" e "Bye bye". Nas publicações chinesas, abreviaturas e siglas em inglês também aparecem com freqüência, sem qualquer tradução: PIB, OMC, Wifi, CEO, MBA e VIP estão entre as mais populares.

Este fenômeno, chamado de "tradução zero", vem provocando um grande debate no país, com o jornal oficial do Partido Comunista Chinês, Diário do Povo, sendo o último a entrar na briga. "Por que a tradução de zero é tão comum?", grita a manchete de artigo recente, citando como "mau exemplo" o texto abaixo sobre tecnologia, que considera os méritos de plataformas de código aberto.

"采用了基于OpenEdX开源平台,开发了HTML5视频播放器,不再依赖国外课程播放首选的YouTube,解决了国内用户无法访问国外edX平台问题。"

"Por que temos traduções para Nokia e Motorola, mas não para o iPhone ou iPad?", questiona os autores. Eles se irritam com o fato de que esses termos estrangeiros são encontrados não só em jornais e na internet, como também em respeitadas revistas científicas.

Os autores alegam que tais práticas podem prejudicar a integridade e a harmonia da língua chinesa, diluir a riqueza de sua cultura e dificultar a compreensão. "Quantas pessoas podem entender estas palavras?", perguntam.

Razões Para colocar isso em contexto, é preciso observar que a língua chinesa tem absorvido ao longo dos anos muitos termos estrangeiros, especialmente palavras inglesas. Adoções iniciais incluem雷达( leida ) para "radar" ,坦克( tanke ) para "tanque", e巧克力( qiaokeli ) para "chocolate" .

Coca-Cola, cuja versão chinesa可口可乐 (Kekou Kele) literalmente significa "saboroso e alegre", transmite uma sensação de euforia que é muitas vezes apontada como a melhor tradução da marca.

Ao contrário do "mau exemplo de texto" citado acima, essas palavras e muitas outras ganharam caracteres chineses para que se misturem à língua chinesa. O problema agora, afirmam os autores do artigo, é que as palavras em inglês têm sido utilizadas diretamente junto com chinesas, sem qualquer tradução.

O Diário do Povo culpa "a falta de orgulho e confiança em sua própria língua e cultura, o que leva pessoas a adorarem cegamente qualquer coisa ocidental". Este parece ser o início de uma longa batalha.

Com BBC.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave