UPCN passa fácil pelo Esperance e sai na frente no grupo B do Mundial

Experiente e contando com a força dos brasileiros Théo e Junior Santos, o time argentino venceu os africanos por três sets diretos

iG Minas Gerais | GABRIELA PEDROSO |

UPCN não precisou de muito esforço para superar o rival africano
Divulgação
UPCN não precisou de muito esforço para superar o rival africano

Coube ao argentino UPCN e ao africano Esperance de Tunis a missão de abrir o Mundial de Clubes, nesta segunda-feira. De um lado da quadra, o vice-campeão Sul-Americano, do outro, o campeão da África. Para quem esperava um duelo equilibrado, os argentinos trataram logo de "decepcionar". Com uma atuação digna de uma escola tradicional do voleibol internacional, o UPCN aproveitou a fragilidade do adversário para conquistar uma vitória tranquila no primeiro dia de jogos. Uma hora e meia foi o tempo necessário para a equipe Argentina aplicar 3 sets a 0 no rival, com parciais de 25/18, 25/18 e 27/25 . Apesar de ser um confronto de abertura, longe de seus domínios, o UPCN jogava com a serenidade de quem parecia estar em casa. Para ficar ainda melhor para os sul-americanos, o Esperance, estreante no Mundial, cometia erros bobos em fundamentos como recepção e saque, entregando pontos de graça ao adversário. As principais armas dos argentinos - historicamente conhecidos como arquirrivais do Brasil - eram, ironicamente, os brasileiros Théo, oposto, e Junior Santos, central, que davam ao grupo sul-americano a conhecida qualidade do voleibol brasileiro. Os dois jogadores eram as referências do levantador González. Bastava colocar a bola na mão dos dois atacantes para ter a certeza do ponto. E foi assim, com um ataque eficiente, que o UPCN fez 25 a 18 no placar e saiu na frente. Théo ainda foi o maior pontuador do duelo, com 16 acertos, contra 14 do oposto Kaabi, do Esperance. A torcida brasileira presente nas arquibancadas do ginásio do Mineirinho optou por apoiar os "hermanos". Porém, no segundo set, o Esperance esboçou uma reação no jogo, cometia menos erros e chegou a estar muito perto do rival no placar. Para isso, os africanos contaram com a desconcentração parcial do UPCN, que viu que não precisava de muito esforço para bater o adversário e acabou penalizado com a pressão nas quatro linhas. Os argentinos, no entanto, "acordaram" antes que a situação ficasse mais complicada, e com um bloqueio marcando melhor, repetiu a parcial da primeira etapa. O Esperance, no entanto, não queria que a sua estreia ficasse marcada por um jogo ruim e foi com tudo para o terceiro set. Pela primeira vez em todo o duelo, os africanos conseguiram ficar à frente no placar (8 a 7). A etapa foi marcada pelo equilíbrio do início ao fim, mas prevaleceu a experiência do clube argentino. Quando o jogo estava em 25 a 25, o UPCN contou com sua frieza para fazer os dois pontos seguidos necessários e decretar o fim do duelo. Com a vitória, o time argentino inicia a competição na ponta do grupo B, com três pontos ganhos. Os outros integrantes da chave são o Trentino (ITA) e o Al-Rayyan (QAT).

Leia tudo sobre: upcnvitoriaesperancetunismundial de voleifacil