Plano de desligamento da Petrobras atinge 12,4% da folha

Segundo o comunicado divulgado pela estatal, a redução de custos é expressiva e deverá alcançar de forma conservadora R$ 13 bilhões no horizonte 2014-2018

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O valor de mercado das duas empresas caiu R$ 167 bilhões em junho e julho
Douglas Engle/The New York Times - 30.7.2008
O valor de mercado das duas empresas caiu R$ 167 bilhões em junho e julho

A Petrobras informou, nesta segunda-feira (5), que as inscrições validadas para o Plano de Incentivo ao Desligamento Voluntário (PIDV) totalizaram 8.298 empregados, o que representa 12,4% do efetivo da empresa. A previsão é de que 55% dos desligamentos ocorram ainda em 2014. O plano foi anunciado em 17 de janeiro e o prazo de adesão se encerrou em 31 de março.

Segundo o comunicado divulgado pela estatal, a redução de custos é expressiva e deverá alcançar de forma conservadora R$ 13 bilhões no horizonte 2014-2018. Além disso, o valor estimado dos incentivos financeiros a serem pagos aos empregados que aderiram ao plano será provisionado nas demonstrações contábeis do primeiro trimestre de 2014, totalizando R$ 2,4 bilhões, com efeito de R$ 1,6 bilhão no resultado, líquido dos impostos diferidos de R$ 815 milhões.

"Estimamos também que o custo do referido incentivo seja compensado em um tempo médio de nove meses após a saída de cada um de nossos profissionais", afirma a estatal.

Ainda de acordo com o comunicado, o PIDV foi desenvolvido de forma a adequar o efetivo da companhia aos desafios do Plano de Negócios e Gestão 2014-2018 e às metas do Procop - Programa de Otimização dos Custos Operacionais, "conciliando a necessária retenção do conhecimento, indispensável ao crescimento e à continuidade operacional, segura e sustentável da companhia", afirma a Petrobras. "Além do que este PIDV veio ao encontro das expectativas de milhares de empregados da companhia", conclui.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave