Favorito, Cruzeiro terá que quebrar tabu contra argentinos

Equipe celeste costuma ter muitas dificuldades jogando em território hermano e precisará se superar para dar mais um passo rumo ao tri

iG Minas Gerais | BRUNO TRINDADE |

Cruzeiro inicia preparação para o jogo nesta segunda, pela tarde
Washington Alves/VIPCOMM
Cruzeiro inicia preparação para o jogo nesta segunda, pela tarde

Melhor clube brasileiro na Copa Libertadores de 2014, favorito ao título e com o elenco mais qualificado entre as oito equipes das quartas de final da competição sul-americana. São esses atributos que o Cruzeiro leva para disputar mais uma fase decisiva da disputa. Porém, apesar de serem pontos importantes para se chegar ao título, a agremiação estrelada não terá facilidades em seu caminho rumo ao tricampeonato.

Depois de despachar os paraguaios do Cerro Porteño, em um duelo equilibrado, agora a Raposa terá que encarar a escola de futebol argentina, representada pelo San Lorenzo. E quando se trata de atuar fora de casa contra os hermanos em duelos pela Libertadores, a agremiação estrelada tem tido muita dor de cabeça.

Desde a sua primeira participação no torneio continental, os cruzeirenses enfrentaram 12 vezes equipes argentinas jogando fora de casa. E o retrospecto é amplamente desfavorável. Os mineiros conseguiram apenas duas vitórias: contra o Boca Juniors, por 2 a 1, em 1994, e contra o Estudiantes, por 3 a 0, em 2011. Nos outros jogos, o clube estrelado empatou dois e perdeu os outros oito.

Por causa dessa dificuldade histórica e pela qualidade dos argentinos, o técnico Marcelo Oliveira projeta uma partida muito difícil. “Futebol argentino é um futebol de muito boa técnica, se entregam muito, são muito competitivos. E em casa a entrega é muito maior. A gente tem de ter uma combinação de coisas boas para levar para o jogo”, declarou.

O treinador celeste quer ver uma atitude diferente do que foi no primeiro tempo contra o Cerro. “Tem de ter mais atenção, fazer um primeiro tempo melhor do que fizemos no Paraguai, onde estivemos moles e não conseguimos jogar, nem marcar e tivemos que reagir depois. Estamos nos preparando para fazer uma boa partida, jogar melhor e ter uma estratégia especifica para este jogo”, concluiu.

Contrapartida. Se leva desvantagem nos duelos com os argentinos, o Cruzeiro já teve muitos motivos para comemorar em cima deles. O primeiro título estrelado da Libertadores, em 1976, foi conquistado contra o River Plate.

Retrospecto Cruzeiro fora de casa contra clubes argentinos:

Copa Libertadores de 1975 – Fase de grupos Rosário Central 3 x 1 Cruzeiro Independiente 3 x 0 Cruzeiro

Copa Libertadores de 1976 - Final River Plate 2 x 1 Cruzeiro

Copa Libertadores de 1977 - Final Boca Juniors 1 x 0 Cruzeiro

Copa Libertadores de 1994 – Fase de grupos Boca Juniors 1 x 2 Cruzeiro Vélez Sarsfield 2 x 0 Cruzeiro

Copa Libertadores de 2008 – Fase de grupos San Lorenzo 0 x 0 Cruzeiro

Oitavas de final Boca Juniors 2 x 1 Cruzeiro

Copa Libertadores de 2009 – Fase de grupos Estudiantes 4 x 0 Cruzeiro

Final Estudiantes 0 x 0 Cruzeiro

Copa Libertadores de 2010 – Fase de grupos Vélez Sarsfield 2 x 0 Cruzeiro

Copa Libertadores de 2011 – Fase de grupos Estudiantes 0 x 3 Cruzeiro

Leia tudo sobre: cruzeiroraposasan lorenzoargentinaLIBERTADORESfutebol