Impunidade reflete centros superlotados

iG Minas Gerais |

Há superlotação em 27,9% dos centros de internação de Minas, segundo dados da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds). São 33 unidades socioeducativas com capacidade para 1.222 adolescentes, mas hoje estão internados 1.563 jovens. “A falta de centros para internação reforça o mito da impunidade, e é outro problema que pode ser combatido dispensando um plebiscito”, avalia a juíza Valéria Rodrigues. “Na capital e região, a situação é mais controlada, mas no interior de Minas não há número suficiente de vagas”, completa.

Para ela, adolescentes infratores, ao menos em BH, já têm sido responsabilizados por seus atos. Na região metropolitana, em 2013, dos 9.226 jovens infratores encaminhados ao Centro Integrado de Atendimento ao Adolescente Autor de Ato Infracional (CIA-BH), 26% deles (1.786), foram internados, e 13,4% (920) prestaram serviços à comunidade ou estiveram em liberdade assistida. A Seds prometeu criar, ainda neste ano, cinco novos centros de internação, com 40 vagas cada.

A magistrada afirma que a capital têm sido eficiente na recuperação dos jovens. Segundo dados do CIA-BH, a reincidência, em 2013, foi de 26,3%. (PVP)

Assembleia

Encontro. No próximo dia 16, a Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais promoverá um grande debate sobre a redução da maioridade penal.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave