Crédito imobiliário requer atenção

iG Minas Gerais |

SÃO PAULO. Para o caso de financiamento concedido com recursos próprios do FGTS, o banco que fica com o crédito imobiliário assume também a dívida perante o Fundo. As regras e critérios para essa operação foram definidos em abril pela Caixa Econômica Federal – que é o agente operador do FGTS. A CEF disse que está analisando a nova resolução do CMN para aplicá-la integralmente.

Os contratos de financiamento em fase de construção continuam de fora das operações de portabilidade. A troca da dívida com imóvel pode, no entanto, não valer a pena para o consumidor. Se as taxas de juros não forem muito inferiores, taxas extras podem encarecer a operação. O financiamento habitacional requer atenção especial aos detalhes. Em geral, é uma dívida de longo prazo e, uma vez feito um mau negócio, será carregada por muitos anos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave