Minientrevista

Fabián Armoa - Técnico UPCN

iG Minas Gerais |

João Godinho - 15.10.2013
undefined

Com a base mantida há cinco temporadas, o UPCN tem no comando do técnico Fabián Armoa um de seus pontos fortes. Estrategista e tranquilo, características que ficam claras para quem o observa atentamente, Armoa é um dos treinadores argentinos mais vitoriosos nos últimos tempos. Conhecendo bem o potencial do elenco que tem na mão, ele espera que o time supere a boa marca da última edição do Mundial, quando seus comandados terminaram em quarto lugar. Para as partidas que serão realizadas no Mineirinho, Armoa deve ter, novamente, a presença da esposa e dos dois filhos, que, em 2013, vieram de San Juan para Betim para dar um apoio mais do que especial.

Como o time vai para seu segundo Mundial?

Estamos mais fortes do que no ano passado. Tivemos poucas mudanças desde então, conseguimos manter a base e fazer algumas alterações pontuais para dar mais equilíbrio ao time.

A participação na última edição pode ser útil?

Com certeza. A experiência de ter jogado o Mundial de 2013 será muito importante. Antes, nosso time nunca havia participado de uma competição deste nível nem enfrentado, em sequência, times tão poderosos. Era tudo novidade para a gente. Agora, será diferente. Já conhecemos boa parte dos times e o ambiente, a região, as pessoas. Isso tudo contribui. Chegamos já sabendo das dificuldades e com o que iremos nos deparar.

A ideia é fazer uma campanha melhor que a última, quando o quarto lugar foi alcançado?

Claro, sem dúvidas. Sabemos que Sada Cruzeiro e Belogorie têm tudo para se encontrar na final e disputar a medalha de ouro. Ficar em quarto no último ano foi bom, mas queremos mais e sabemos do nosso potencial de ir adiante. A primeira coisa a ser feita é jogar bem todas as partidas. Fazendo isso, nossa chance de conseguir uma medalha aumenta e começa a ser mais real.

Você sente o grupo motivado e confiante?

Bastante. O objetivo de todo clube no planeta é disputar um Mundial, ao lado das principais forças de cada continente. Estamos motivados e vivendo um grande momento.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave