Técnico do Mets afirma que time vai jogar sem pressão

Equipe quer fazer bonito no Mundial, mas sabe que chega como coadjuvante no torneio

iG Minas Gerais | DIEGO COSTA |

Mineirinho foi exaltado pelo time portorriquenho, que mostrou empolgação com o torneio
WEBREPÓRTER/SUPERFC
Mineirinho foi exaltado pelo time portorriquenho, que mostrou empolgação com o torneio

Adversário do Sada na estreia do Mundial de Clubes de vôlei, o Mets de Guaynabo, equipe portorriquenha realizou o treino de conhecimento do Mineirinho justamente após o anfitrião e atual campeão mundial.

Já no início da noite deste domingo, o técnico Javier Garcia comandou a atividade. O curioso é que os atletas estavam com calções de diferentes cores, um até usava uma bermuda durante os trabalhos. Poucos trajavam o que parecia ser a peça pertencente ao uniforme oficial do Mets.

Dentro de um dos principais palcos do voleibol mundial, Javier comentou o que acho do Mineirinho.

"Eu gosto. Bem espaçoso, grande e bom para praticar um bom vôlei. Pudemos nos acostumar um pouco, pensando no jogo de amanhã. Mas me pareceu um bom ginásio", revelou o treinador.

Diante de outras grandes equipes da modalidade, ele descartou que o time esteja ansioso para entrar em quadra pelo Mundial de Clubes.

"Tranquilo. Nossa opinião é que a pressão tem de ter os russos, o Sada. Nós vamos jogar como sempre fazemos", pontuou Garcia. 

Leia tudo sobre: MUNDIAL DE VOLEI 2014voleimetsguayanaboporto ricobhmineirinho