Criciúma passa pelo Figueirense no primeiro clássico

Em clássico de estreias, Figueira perde com gol no início do primeiro tempo e segue sem marcar no Brasileiro

iG Minas Gerais | Agência Estado |

Criciúma aposta na tranquilidade para superar o rival gaúcho
CRICIUMA/ DIVULGAÇÃO
Criciúma aposta na tranquilidade para superar o rival gaúcho

No primeiro clássico catarinense de Série A deste ano, Criciúma e Figueirense estrearam seus novos técnicos na tarde deste domingo, no estádio Heriberto Hülse. Pela terceira rodada do campeonato, o time de Florianópolis deixou-se levar pelo desespero e continua sem ter marcado gols. Já o Criciúma, que contou com o retorno de Paulo Baier e Lucca, venceu o nervosismo e superou o adversário por 1 a 0.

O primeiro tempo começou embolado. As duas equipes manifestaram nervosismo com a estreia dos novos técnicos - Wagner Lopes pelo Criciúma e Guto Ferreira pelo Figueirense. Passes roubados resultavam em lançamentos errados, até que a identidades dos times começou a se formar aos 10 minutos: o Figueirense assumiu uma retranca, aguardando chance para o contra-ataque, enquanto o Criciúma se aproveitava das tentativas frustradas para pressionar no ataque.

O gol do Criciúma saiu aos 13 minutos, quando Silvinho recebeu um lançamento rasteiro de Lucca e ficou de cara para o gol. Depois disso, o time da casa cresceu mais em campo, enquanto o Figueirense demonstrou desespero.

Uma investida de João Vítor pela esquerda aos 23 minutos terminou com uma falta perigosa de Nirlei. Aos 30, nova falta do zagueiro do Figueirense, na linha da área, cobrada por Lucca, explodiu na barreira. Com dois cartões amarelos, Nirlei foi expulso, fazendo o Figueirense se retrancar mais ainda.

O segundo tempo foi mais lento. O Criciúma, com resultado favorável e domínio de jogo, administrou sem riscos. Apesar de desvantagem numérica, o Figueirense conseguiu ousar um pouco mais: aos 14 minutos, Marquinhos desviou uma cobrança de escanteio e Everton Santos chutou pra fora, ficando apenas no quase.

O Criciúma então decidiu se impor de novo. Aos 30 minutos, Tiago Volpi impediu o segundo gol tirando a bola na linha. Até o final da partida, o goleiro do Figueirense foi ameaçado mais três vezes.

FICHA TÉCNICA:

CRICIÚMA 1 X 0 FIGUEIRENSE

CRICIÚMA - Bruno; Eduardo, Gualberto, Fábio Ferreira e Cortez; Serginho, João Vitor (Maylson), Rodrigo Souza e Paulo Baier (Wellington Bruno); Lucca (Rodrigo Silva) e Silvinho. Técnico - Wagner Lopes.

FIGUEIRENSE - Tiago Volpi; Artur, Nirley, Thiago Heleno, Rivaldo; Paulo Roberto, Nem, Marco Antônio (Marquinhos); Dudu, Everton Santos (Léo Lisboa), Ricardo Bueno (Everaldo). Técnico - Guto Ferreira.

GOLS - Silvinho, aos 13 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Bráulio da Silva Machado (SC).

CARTÕES AMARELOS - Tiago Volpi, Paulo Roberto, Rivaldo, Thiago Heleno (Figueirense); Rodrigo Silva (Criciúma).

CARTÃO VERMELHO - Nirley (Figueirense).

RENDA - R$ 124.010,00.

PÚBLICO - 10.316 pagantes.

LOCAL - Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma (SC).

Leia tudo sobre: CRICIÚMAFIGUEIRENSEBRASILEIRÃO