Polícia prende quatro por confusão na Copa da Itália

Tiros feriram três torcedores napolitanos; responsável pelos disparos está entre os presos

iG Minas Gerais | Agência Estado |

SALVATORE LAPORTA/ ASSOCIATED PRESS
undefined

A polícia de Roma anunciou neste domingo que prendeu quatro torcedores envolvidos na confusão que antecedeu o confronto entre Napoli e Fiorentina, pela decisão da Copa da Itália, no último sábado. Entre eles, está Daniele De Santis, responsável por quatro disparos de arma de fogo.

De acordo com a polícia, De Santis tem 48 anos e é torcedor da Roma. Ele teria insultado torcedores do Napoli - romanos e napolitanos têm uma rixa histórica - e, quando eles reagiram, atirou quatro vezes com uma arma. Os disparos deixaram três torcedores feridos.

Um destes napolitanos feridos é Ciro Esposito, que está em estado grave. Mesmo ainda internado e esperando por uma cirurgia ele também teve voz de prisão decretada por ter feito parte da briga. Os outros dois torcedores feridos estão sendo investigados pelo mesmo motivo. Já De Santis também está sendo acusado de tentativa de assassinato.

No último sábado, violentos confrontos aconteceram nos arredores do Estádio Olímpico de Roma. Os acontecimentos fizeram com que a partida atrasasse em 40 minutos e só começasse depois que Hamsik, ídolo do Napoli, conversasse com um líder dos "ultras". No fim, o time napolitano venceu por 3 a 1 e conquistou a Copa da Itália.

Leia tudo sobre: COPA DA ITÁLIACONFUSÃOPRISÃO