Em duplo jejum, Flamengo joga para dar sobrevida a técnico

Rubro-Negro tenta reagir após péssimo início no Brasileirão e queda na Libertadores; Jayme de Almeida corre risco

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Jayme destacou que o Flamengo mostrou ser um forte candidato ao título por ter suportado a pressão na casa do Furacão
Flamengo/Divulgação
Jayme destacou que o Flamengo mostrou ser um forte candidato ao título por ter suportado a pressão na casa do Furacão

Ainda sem vencer e sem marcar um único gol no Brasileirão, o Flamengo recebe o Palmeiras às 16 horas deste domingo, no Maracanã, pressionado. O técnico Jayme de Almeida, que já balança no cargo, segue com problemas para escalar a equipe, que deverá ter pelo menos quatro desfalques do time considerado ideal.

Hernane, Gabriel e Elano continuam lesionados. Já o lateral-direito Léo Moura, expulso contra o Corinthians, está suspenso. Em compensação, Everton deve voltar ao time, mas Lucas Mugni tem chance de atuar se o primeiro deles não reunir condições ideais de atuais.

No treino da última sexta-feira, Jayme definiu o time com três atacantes. Como Léo Moura não pode atuar e seu substituto imediato, Léo, está machucado, o técnico decidiu deslocar Luiz Antônio do meio para a lateral direita e promover a entrada de Nixon no ataque. Com isso, o rubro-negro deverá enfrentar o Palmeiras no esquema 4-3-3.

Leia tudo sobre: flamengojayme de almeidatecnicobrasileiro