Captação no exterior foi de U$ 6,3 bi

iG Minas Gerais |

Brasília. Já os empréstimos tomados por Estados e municípios no exterior, que tiveram a garantia do Tesouro Nacional, chegaram a US$ 6,3 bilhões no ano passado.

A maior delas foi para o Maranhão, no valor de US$ 662 milhões com o Bank of America. O dinheiro foi usado para quitar dívidas antigas do Estado com o próprio Tesouro, sobre as quais eram cobradas elevadas taxas de juros.

Foi, portanto, um refinanciamento em condições mais favoráveis ao governo do Maranhão. O problema é que os demais Estados passaram a exigir o mesmo tratamento da União. Isso forçou o governo federal a anunciar que tais operações não seriam mais realizadas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave