EUA confirmam 1º caso de Síndrome Respiratória do Oriente Médio

Vítima está internada em bom estado, no noroeste de Indiana; surto da doença começou na Arábia Saudita há dois anos

iG Minas Gerais | Da redação |

Autoridades de saúde confirmaram neste sábado (3) o primeiro caso de contaminação de um norte-americano pelo misterioso vírus da Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS, na sigla em inglês). O homem adoeceu depois de voar na semana passada da Arábia Saudita para os Estados Unidos.

Ele está internado em bom estado no noroeste de Indiana, informaram autoridades do Centro para Prevenção e Controle de Doenças. O vírus não é altamente contagioso e o caso "representa um risco muito baixo ao público geral", explicou a médica Anne Schuchat a repórteres.

A agência federal planeja rastrear os passageiros com os quais ele pode ter tido contato próximo durante as viagens. Não está claro quantos foram expostos ao MERS. Até agora não se sabe como o homem foi infectado, de acordo com Schuchat.

A Arábia Saudita vive um surto da Síndrome Respiratória do Oriente Médio, que começou dois anos atrás. O vírus contaminou funcionários da área de saúde em quatro instalações do país na última primavera.

Autoridades não forneceram detalhes sobre o que o norte-americano fazia na Arábia Saudita ou se ele tratou pacientes infectados com MERS. Em geral, pelo menos 400 pessoas foram contaminadas pela doença e mais de 100 delas morreram.

Especialistas afirmaram que era apenas questão de tempo para o vírus aparecer nos Estados Unidos, assim como aconteceu na Europa e na Ásia. 

 

Leia tudo sobre: mersdoençaviruseua