Dançarina de Latino leva tiro durante tentativa de assalto no Rio

Ariany Nogueira passou por cirurgia e não corre risco de morrer; cantor se manifestou em rede social

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Latino usou seu perfil no Instagram para agradecer pelas orações por Ariany (à direita)
Reprodução Instagram
Latino usou seu perfil no Instagram para agradecer pelas orações por Ariany (à direita)

Uma das dançarinas do cantor latino levou um tiro durante uma tentativa de assalto no Rio de Janeiro, na madrugada deste sábado (3). Ariany Nogueira passou por cirurgia para retirada da bala, que ficou alojada no tórax, e não corre risco de morrer.

Aryoncé, como é conhecida, estava sozinha e dirigia seu carro, um Kia Sportage, por volta das 3h, na Cidade de Deus, zona Oeste do Rio. Ela seguia para encontrar os integrantes do grupo de Latino em um posto de combustíveis, de onde seguiriam viagem para um show em Guarapari, no Espírito Santo.

Seguno o jornal Extra, Ariany foi socorrida por bombeiros, que informaram de imediato o ocorrido à equipe do cantor e a levaram para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca.

Ao saber do estado de saúde da bailarina, que já estava no quarto e passando bem, Latino usou o Instagram para agradecer. "Obrigado pelas orações de todo Brasil pra nossa negra bombom @aryonceoficial. Ela foi operada, e já esta num quarto esperando pra receber alta provavelmente amanha. Se Deus quiser!!! Não comuniquei a família pq não tínhamos contato de ninguém, como todos da família dela nos seguia no insta então achei que aqui (rede social), seria uma forma de contato. Graças a Deus eles entraram em contato e já foram informados pelo ocorrido, agora é esperar pra ver se não vai haver nenhum tipo de infecção pós operação. Ela esta sob observação medica. Obrigado hospital #LorencoJorge pelos cuidados a uma das nossas mais carismáticas dançarinas", disse.

A família de Ariany é toda de Foz do Iguaçu, no Paraná, e ela mora sozinha no Rio de Janeiro. O irmão dela postou em uma rede social que a mãe deles ainda não sabia do incidente, e que alguns familiares iriam ao Rio de Janeiro para acompanhá-la. "Isso não sera nada, amor. Você é guerreira", disse Pietro Nogueira.