Buraco em teto de cela na cadeia de Santo Antônio Monte é descoberto

Polícia Militar afirma que fugas são frequentes no local; um dos nove presos que estavam na cela assumiu a autoria do buraco

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

Policiais militares e um agente penitenciário evitaram a fuga de nove presos da Cadeia Pública de Santo Antônio do Monte, na região Centro-Oeste de Minas Gerais, ao descobrirem um buraco no teto de uma das celas, na noite dessa sexta-feira (2).

De acordo com a Polícia Militar (PM), funcionários da cadeia perceberam que a cela de número oito com presos de melhor comportamento estava com papéis pregados no teto. Após retirarem os papéis, foi descoberto um buraco de 30 centímetros de largura, 20 centímetros de altura e 10 centímetros de profundidade.

Dos nove presos que estavam na cela, um deles de 34 anos, detido por estupro, assumiu a autoria do buraco. Agora, além de cumprir os 14 anos pelo primeiro crime, terá que responder por dano ao patrimônio público.

Não foram encontradas ferramentas para a abertura do buraco. O preso que assumiu o delito também não deu detalhes de como o crime foi realizado e nem quando pretendiam fugir.

Os presos foram transferidos para uma cela convencional e ficarão lá até que o buraco seja tampado.

A Cadeia Pública de Santo Antônio do Monte possui atualmente 40 presos. As fugas do local são frequentes, segundo o soldado Gilcimar Natal Rezende do 7º Batalhão. Existem mais de 30 boletins de ocorrência referentes a fugas ou tentativas. Em 15 de abril deste ano, cinco presos fugiram do local e até o momento não foram recuperados. Um deles já teria cometido outros delitos na cidade.  

Leia tudo sobre: celaburacocadeia públicafuga