Terra de Jorge Amado vai ganhar roteiro oficial

Ilheus tem investido em rotas além das praias

iG Minas Gerais | Fernanda Dutra |

Nas fazendas de Ilheús, os grãos de cacau secam expostos aos causticante sol da Bahia
Prefeitura de Ilheús/Divulgação
Nas fazendas de Ilheús, os grãos de cacau secam expostos aos causticante sol da Bahia

Inspiração para a literatura de Jorge Amado, Ilhéus, no Sul da Bahia, começa a investir em rotas turísticas além de praias de coqueiros ensolaradas o ano todo. No passado, a economia da região tinha como um dos pilares a produção das amêndoas de cacau. As pragas aniquilaram as plantações na década de 90. Mas isso fez os produtores buscarem alternativas de renda, investindo no turismo. Hoje, é possível aprender sobre o passado e vislumbrar o futuro da região em tours por fazendas e fábricas.

A fazenda Yrerê, de dona Dadá Galdino, que recebe tours de navios da MSC e da Costa Cruzeiros (reservas a R$ 25 por pessoa), vende para os armazéns as amêndoas de cacau, como os produtores do passado, e tem uma pequena plantação pedagógica para mostrar aos turistas o passo a passo. 

Temática

A fazenda Riachuelo já refina o produto das plantações ali mesmo e tem uma loja para vender as barrinhas, além de revender para outras lojas. A Riachuelo entrará na Estrada do Chocolate, um projeto do órgão de promoção turística do Estado, Bahiatursa. Com lançamento previsto para o fim do ano, a primeira rota temática da Bahia terá 35 km, ligando Ilhéus e Uruçuca, passando por fábricas e fazendas.

O cacau da Bahia tem entre seus fãs Rodrigo Aquim, que encontrou lá a matéria-prima ideal para produção do chocolate. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave