Ganso volta a ser reserva, mas tem confiança de Muricy Ramalho

Atuações irregulares e uma aparente apatia fazem o meia sair do time titular com frequência

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Inconstante, Ganso tem alternado jogos bons e ruins no Tricolor Paulista
Gaspar Nóbrega/VIPCOMM
Inconstante, Ganso tem alternado jogos bons e ruins no Tricolor Paulista

Contratado em 2012 por R$ 24 milhões, o meia Paulo Henrique Ganso convive há tempos com questionamentos dentro do São Paulo. As atuações irregulares e uma aparente apatia o fazem sair do time titular com frequência e para o jogo da equipe neste sábado contra o Coritiba, pela terceira rodada do Brasileirão, o ex-santista deve ficar no banco de reservas por opção do técnico Muricy Ramalho, que deixou escapar nesta sexta-feira um pouco de descontentamento com o camisa 10. "O que não faço é desistir do jogador", comentou.

O treinador deve inovar na partida contra a equipe paranaense e escalar um time sem meias de criação. O atacante de origem Pabon vai ocupar a vaga de Ganso para dar mais velocidade e opções de jogadas pelas laterais, como enfatizou o treinador durante o último treino tático, na quinta-feira. A formação será utilizada pela primeira vez e prova o quanto o São Paulo busca um padrão tático e não definiu como encaixar com o jogador que chegou com a responsabilidade de ser o maestro do time. "O futebol muda demais. Às vezes alguém surpreende, mas o técnico tem que sempre acreditar em alguma coisa que o jogador vai mostrar", disse.

Técnicos anteriores do São Paulo como Paulo Autuori e Ney Franco também tiveram dificuldades para procurar um esquema em que Ganso produzisse para a equipe. Nas últimas partidas, o camisa 10 teve atuações ruins e demonstrou lentidão e pouca participação.

Nos treinos Ganso é tímido e fala pouco com os companheiros. Tem um perfil diferente dos demais. "Ele é normal, mas não gosta de se expôr. Garanto que se dá bem com todos e é um ótimo profissional, porque gosta de trabalhar", elogiou Muricy, que crê na evolução do camisa 10, mas por enquanto, prefere deixá-lo como reserva.

Leia tudo sobre: sao paulofutebolesportepaulo henrique gansomeiamuricy ramalhoreservaconfianca